Home»BEM-ESTAR»NUTRIÇÃO»Nove sinais de que anda a beber café em excesso

Nove sinais de que anda a beber café em excesso

O café é um poderoso estimulante com reconhecidos benefícios. Mas, em excesso, a cafeína pode trazer alguns efeitos secundários desagradáveis e até perigosos.

Pinterest Google+
PUB

A tolerância muda de pessoa para pessoa, pelo que não se pode regular pelo consumo alheio, sendo que a cafeína se pode manter no organismo entre uma a nove horas. Conheça nove sinais de que está a ingerir demasiada cafeína, segundo os nutricionistas da Authorithy Nutrition.

 

Ansiedade

A cafeína é conhecida pelo seu efeito de alerta nas pessoas. Bloqueia os efeitos da adenosina, um químico cerebral que faz a pessoa sentir-se cansada. Ao mesmo tempo, desencadeia a libertação de adrenalina, associada ao aumento da energia. Por isso, em doses mais elevadas, estes efeitos podem ser mais pronunciados, levando à ansiedade e ao nervosismo. Estudos referem ainda que pode aumentar o stress. Monitorize o seu consumo e adapte-o à sua tolerância.

 

Insónias

Ajudar as pessoas a manter-se acordadas é uma das características mais apreciadas no café. Por isso, acima do seu nível de tolerância, terá o efeito contrário e não o deixará dormir. Estudos indicam que o consumo de muita cafeína aumenta o tempo que se leva a adormecer e reduz o tempo que se dorme, sobretudo em idades avançadas. Mas, atenção, que outras bebidas como o chá, as colas e alguma medicação também são ricas em cafeína.

 

VEJA TAMBÉM: NÃO DEVERÍAMOS GOSTAR DE CAFÉ. UM ESTUDO EXPLICA PORQUÊ

 

Problemas digestivos

Muitas pessoas gostam de começar o dia com um café, pois ajuda-as no transito intestinal. As propriedades laxativas do café devem-se à libertação de uma hormona que o estomago produz que acelera a atividade do cólon. Mas também acelera as contrações que fazem mover os alimentos no trato digestivo. Não é, pois, de admirar que se exceder no café poderá sofrer de diarreia. Caso nunca tivesse relacionado os dois fatores, pense em moderar o consumo de cafeína.

 

Problemas nos músculos

Embora em casos extremamente raros, o excesso e cafeina pode provocar rabdomiólise, a destruição de fibras musculares. De qualquer forma, são precisas doses elevadas num pequeno período de tempo para tal eventualmente poder ocorrer, alertam os nutricionistas desta plataforma.

 

Adição

Apesar de todos os seus benefícios, é inegável que provoca adição a quem o consome. A cafeína desencadeia certos produtos químicos cerebrais de forma semelhante à forma como a cocaína e as anfetaminas fazem, porém não causa o mesmo tipo de dependência. Por isso, se não quer ficar com este vício, não beba café diariamente.

 

Pressão arterial alta

No geral, a cafeína não parece aumentar o risco de doenças cardíacas ou acidentes vasculares cerebrais na maioria das pessoas. Contudo, mostrou-se em vários estudos que pode aumentar a pressão arterial devido ao seu efeito estimulante no sistema nervoso. Felizmente, o efeito da cafeína sobre a pressão arterial parece ser temporário. Além disso, parece ter o maior impacto em pessoas que não estão acostumadas a consumi-lo.

 

Frequência cardíaca rápida

Os efeitos estimulantes da elevada ingestão de cafeína podem fazer com que o seu coração bata mais depressa. Também pode alterar o ritmo dos batimentos. Caso lhe aconteça, reduz a ingestão de cafeína.

 

Fadiga

O café, o chá e outras bebidas com cafeína são conhecidos por aumentar os níveis de energia. No entanto, também podem ter o efeito oposto, depois de a cafeína sair do organismo. Claro que se continuar a ingerir cafeína não chega a sentir esta fadiga.

 

Urinar com frequência e de urgência

O aumento da micção é um efeito colateral comum da elevada ingestão de cafeína devido aos efeitos estimuladores do composto na bexiga. Se sofre destes efeitos, experimente cortar no café para ver se melhora.

 

Artigo anterior

Destinos sustentáveis a descobrir na Alemanha

Próximo artigo

Anemia: conhecer mais para cuidar melhor