Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Nos santos populares, a rainha é a sardinha!

Nos santos populares, a rainha é a sardinha!

A sardinha é a melhor amiga dos portugueses no mês de junho, mas os seus benefícios indicam que o seu consumo se deveria estender a todo o ano.

Pinterest Google+

Os arraiais proliferam em cada bairro, e o carvão e as grelhas já estão a aquecer para preparar as iguarias típicas desta época. O alimento mais popular nos arraiais é, sem dúvida, a sardinha.

 

Já diz o velho ditado: “No São João a sardinha pinga no pão”. Na verdade, pinga no pão porque é nesta altura do ano que a sardinha começa a aumentar a percentagem de gordura. Esta gordura é essencialmente gordura polinsaturada, rica em ómega 3, que é considerada essencial à saúde.

 

Veja também: Os benefícios das gorduras ómega 3

 

Ao longo da última década, as investigações dos benefícios dos vários tipos de ómegas 3 na área cardiovascular estão comprovadas cientificamente com aprovações de “claims” pela autoridade máxima europeia – EFSA (European Food Safety Authority).

 

O consumo de ómega 3 reduz as taxas de mortalidade cardíaca, por morte súbita e possivelmente de enfarte. Por outro lado, mostram também efeitos quer a nível das paredes dos vasos sanguíneos, tornando-as mais elásticas, quer a nível do batimento cardíaco, favorecendo que este seja ritmado.

 

Veja também: Trocas de alimentos que ajudam a perder peso

 

De qualquer forma, vários estudos têm mostrado que os benefícios do ómega 3 não são exclusivos da área vascular. De facto, os ácidos gordos ómegas 3 dividem-se em três tipos, o ácido alfa-linolénico, o ácido docosahexaenóico DHA e o EPA ácido eicosapentaenóico (estes dois últimos existem apenas nos óleos de origem marinha), e são um dos componentes fundamentais das membranas externas das células cerebrais. De facto, são inúmeros os estudos que demonstram a relação entre o seu consumo e a área cognitiva.

 

Além disso, existem também estudos que comprovam a eficácia destes nutrientes em áreas como a da doença inflamatória do intestino. Outros estudos promissores parecem mostrar uma diminuição da incidência de asma e, outros autores referem também o papel positivo na prevenção da osteoporose e da artrite reumatoide.

Artigo anterior

Uma vez Playmate, sempre Playmate

Próximo artigo

Spinner: o brinquedo da moda não é para todas as idades, alerta DECO