Home»BEM-ESTAR»CORPO»No verão dormimos menos e pior. Dicas da SPP para contornar este fenómeno

No verão dormimos menos e pior. Dicas da SPP para contornar este fenómeno

Sociedade Portuguesa de Pneumologia recomenda oito dicas para ter bons sonhos e boas noites no verão.

Pinterest Google+

Ao contrário do que desejamos, as férias nem sempre são sinónimo de descanso. Aparentemente representam uma oportunidade para pôr o sono em dia, mas na realidade não é isso que acontece.  Alguns estudos sugerem que no verão dormimos menos e pior.

 

De acordo com Susana Sousa e Sílvia Correia, representantes da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, vários motivos podem explicar este fenómeno: «A temperatura atmosférica mais elevada, a ausência de regras relacionadas com a pressão dos horários escolares ou laborais, as atividades de férias com maior número de distrações noturnas podem prejudicar o sono nas férias de verão, assim como o facto de dormirmos num colchão diferente e com uma almofada à qual não estamos habituados».

 

VEJA TAMBÉM: CURIOSIDADES SOBRE O SONO: DO MEDO DE DORMIR AO SONHAR A PRETO E BRANCO

 

Por outro lado, e para quem opta por viajar para zonas mais distantes, a própria diferença de horários pode alterar os hábitos de sono. No entanto, um sono de qualidade e em quantidade deve ser uma prioridade ao longo de todo o ano e isso inclui o período de férias. «Este alerta é válido para adultos e para crianças e adolescentes que apresentam maior tendência a perturbações do ritmo circadiano», adiantam as duas pneumologistas que, na sua atividade clínica, se dedicam em especial à patologia respiratória do sono.

 

Para que possamos regressar ao trabalho e à escola com baterias renovadas, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia recomenda oito dicas que podem ajudar a dormir mais e melhor no verão, sobretudo no período de férias. Veja-as na galeria acima.

 

Artigo anterior

Check-list da empregabilidade

Próximo artigo

Vida saudável: o verão pode ser o seu trampolim