Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Neste Natal o seu cão também pode patinar no gelo

Neste Natal o seu cão também pode patinar no gelo

De 18 de novembro a 7 de janeiro, o Alegro Alfragide apresenta a pista de gelo mais amiga dos cães em Portugal. É que também os patudos vão poder patinar no gelo.

Pinterest Google+
PUB

Deslizar na pista de gelo do centro comercial Alegro Alfragide vai ser ainda mais divertido. De 18 de novembro a 7 de janeiro, nem os amigos de quatro patas vão ficar de fora. A pensar em todos os que encaram os seus cães como membros ativos da família, o Alegro Alfragide, que em maio se tornou oficialmente um centro comercial dog friendly, apresenta este Natal uma pista de gelo muito especial, equipada a rigor com pet stakers para os cães, para que amigos, família, crianças e patudos possam testar os seus dotes artísticos e levar para casa as melhores recordações da época mais mágica do ano.

 

São 160m2 à disposição de todos aqueles que queiram quebrar barreiras e aventurar-se na patinagem, até ao dia 7 de janeiro, na Praça Principal. O horário de funcionamento é das 11h às 23h, de segunda a quinta, domingos e feriados. Às sextas, sábados e vésperas de feriado a pista funciona das 11h às 24h. Nos dias 24 e 31 de dezembro, a pista abre às 11h, mas encerra às 17h e nos dia 25 de dezembro e 1 de janeiro estará encerrada. Os bilhetes custam a partir de 3€ para crianças e 4€ para adultos, existindo descontos para grupos, e o pet skater para os cães pode ser alugado por 3€.

 

VEJA TAMBÉM: CÃES PROTEGEM CRIANÇAS DE ECZEMA E ASMA INFANTIL

 

Para que se possa fazer acompanhar do seu animal e usufruir da pista de gelo, no primeiro acesso ao centro, é necessário fazer um registo inicial no balcão de informações para obter o Passaporte Alegro, um documento que permitirá a entrada do animal sempre que vier ao Alegro e com o qual se deve fazer acompanhar sempre.

 

Da documentação necessária para emissão do Passaporte Alegro, fazem parte:
– Documento de identificação do dono e/ou responsável;
– Boletim de vacinação em dia do cão;
– Registo do microchip (caso o número do microchip não esteja evidenciado no boletim de vacinação) e licença municipal em dia;
– Seguro de responsabilidade civil do cão.

 

 

Artigo anterior

Uma em cada dez crianças vive sem os cuidados de uma mãe ou de um pai

Próximo artigo

Sara Sampaio brilha em Xangai