Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Neste inverno, proteja-se do frio!

Neste inverno, proteja-se do frio!

Com a chegada dos dias mais frios, é importante estarmos atentos às medidas de proteção para prevenir o seu impacto negativo na saúde. As pessoas com doenças crónicas, em particular, estão em maior risco de descompensação da sua patologia nesta altura do ano. Saiba como proteger-se!

Pinterest Google+
PUB

A exposição ao frio pode ter consequências nocivas para a saúde, particularmente nos bebés e em pessoas idosas (porque têm menor perceção das alterações da temperatura). O frio é também responsável pelo agravamento de doenças crónicas, nomeadamente, cardíacas e respiratórias. Também as pessoas que têm redução da mobilidade, que estão mais isoladas ou em situação de exclusão social têm maior risco de complicações.

 

As temperaturas mais baixas favorecem ainda a circulação dos vírus que provocam doenças respiratórias, como por exemplo, o vírus da gripe, pelo que estas são mais frequentes na altura do inverno.

 

Evite contacto com pessoas doentes e evite permanecer locais fechados com aglomeração de pessoas! Siga a etiqueta respiratória, lave as mãos com frequência e quando tossir ou espirrar proteja a boca com um lenço de papel ou com o cotovelo. Se estiver doente, use máscara no contacto com outras pessoas para evitar o contágio.

 

VEJA TAMBÉM: CASA FRIA: FORMAS DE SE AQUECER SEM GASTAR ENERGIA

 

Conforme a temperatura exterior que se faz sentir, devemos ter alguns cuidados e tomar medidas preventivas.

 

Segundo as recomendações da Direção Geral da Saúde:

  • 10ºC/15ºC – agasalhe-se e hidrate-se
  • 5ºC/10ºC – ingira sopas e bebidas quentes e use luvas, cachecol, gorro para proteger as extremidades
  • 0ºC/5ºC – tenha cuidado com a formação de gelo, já que pode provocar quedas
  • <0ºC – evite sair à rua e expor-se ao frio extremo.

 

Como proteger-se do frio?

Cuidados a ter em casa:

Antes de ligar os sistemas de aquecimento pela primeira vez, verifique se estão a funcionar corretamente. Se tiver lareira, verifique se será necessário limpar a chaminé, por exemplo. Tenha atenção ao isolamento das portas e janelas, para manter a temperatura amena. Não use fogareiros a carvão para aquecimento.

 

Mantenha os espaços arejados. Abra um pouco um pouco a janela/porta na altura mais quente do dia, para evitar acumulação de gases, em particular, se usar equipamentos de combustão. Durante a noite, promova a circulação de ar, não fechando completamente o quarto.

 

Mantenha a temperatura da habitação entre os 19 ºC e os 22ºC.

 

Evite dormir/descansar muito perto das fontes de aquecimento.

 

Evite o uso de dispositivos de aquecimento durante a noite, desligue sempre todos os aparelhos antes de se deitar.

 

Poupe energia: desligue os aparelhos elétricos quando não estiver em casa e use-os de forma criteriosa devido ao risco de sobrecarga do quadro elétrico.

 

Dicas sobre o vestuário:

Mantenha-se agasalhado, mesmo dentro de casa.

 

Use várias camadas de roupa, como uma “cebola”, em vez de uma única muito grossa, para manter o corpo quente.

 

Use roupas folgadas e calçado adequados à temperatura ambiente, protegendo as extremidades: mãos, pés e cabeça. Use luvas, gorro, cachecol, meias quentes e calçado antiderrapante.

 

Não use roupas justas (porque dificultam a circulação sanguínea). Prefira roupas de algodão e fibras naturais.

Como fazer a alimentação:

Coma com frequência, a intervalos curtos. Coma mesmo que não sinta muita fome, em especial sopas e bebidas quentes (leite, chá).

 

Prefira alimentos ricos em nutrientes, para ajudar o sistema imunitário no combate a infeções e doenças características desta época. Coma fruta e legumes todos os dias.

 

Mantenha-se hidratado. Uma boa hidratação é fundamental para que o organismo possa repor as perdas e evitar doenças típicas da estação, como as infeções respiratórias

 

Evite bebidas alcoólicas! O álcool causa aquecimento, mas provoca vasodilatação com perda de calor e consequente arrefecimento do corpo, ou seja, proporciona uma falsa sensação de calor.

 

Adaptações ao exercício físico:

Mantenha a prática de exercício físico pois este aumenta a produção de calor e a circulação sanguínea.

 

Tente não fazer treinos muito intensos, sobretudo ao ar livre.

 

Se realizar exercício no exterior, utilize vestuário adequado, evite o arrefecimento do corpo e tenha atenção às condições do piso para evitar quedas.

 

Beba bastante água durante a atividade física para evitar a desidratação.

 

Quando em repouso, faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas para evitar o arrefecimento do corpo.

 

Precauções ao ar livre:

Proteja-se do frio com roupa adequada, em várias camadas e não apertada.

 

Procure manter-se seco dado que o corpo arrefece rapidamente com a humidade.

 

Se tiver que realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço.

 

Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda.

 

Se vai viajar de automóvel:

Adote uma condução defensiva, pois poderá haver acumulação de gelo na estrada.

 

Mantenha a temperatura dentro do veículo amena.

 

Informe-se sobre a previsão meteorológica. Atente na probabilidade de ficar bloqueado. Para o caso de isso acontecer em locais mais isolados, previna-se: leve roupas quentes, e comida/bebidas.

 

Neste Inverno, proteja a sua saúde. Evite a exposição prolongada ao frio e mudanças bruscas de temperatura. Esteja atento às pessoas mais vulneráveis à sua volta. Mantenha-se em contacto com os mais isolados, sobretudo os idosos.

 

 

Artigo anterior

Não se deixe contagiar pelo stress natalício

Próximo artigo

A guerra das calorias natalícias. Quem vence nestas 10 batalhas?