Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Não há só Rio e Veneza. Conheça os 12 melhores carnavais do mundo

Não há só Rio e Veneza. Conheça os 12 melhores carnavais do mundo

Esta é a altura do ano em que se instala a loucura um pouco por todo o lado, com desfiles coloridos, disfarces inacreditáveis e festas de carnaval que duram até de madrugada. Conheça as festas carnavalescas mais impressionantes do mundo.

Pinterest Google+

Carnaval do Rio de Janeiro, Brasil 
Com o samba como centro das atenções – e 200 escolas a lutar pela ribalta em muitos desfiles coloridos –, este evento data a 1723 e atrai mais de 2 milhões de pessoas por dia.
O Brasil é também anfitrião de várias outras festas de carnaval proeminentes em todo o país. Porque não espreitar também esses outros incríveis destinos?

 

O Carnaval de Veneza, Itália 

Um clássico do carnaval, a celebração de Veneza originou-se da vitória da República de Veneza sobre o Patriarca da Aquileia, em 1162. Desde então já muito evoluiu, porém as máscaras de porcelana – por vários conhecidas como símbolo de revolta contra a hierarquia de classes no século XIII – permanecem símbolos do carnaval em todo o mundo.

 

Carnaval de Colónia, Alemanha 

Embora, a época de carnaval em Colónia comece oficialmente a 11 de novembro de 2017 às 11h11 da manhã, o evento principal chega todos os anos mais tarde. No Dia de Carnaval da Mulher,  as mulheres vestem máscaras a caminho do trabalho, seguindo-se de bailes de máscaras e festas à noite. A festa de carnaval tem mais fanfarra e alegria com a chegada do fim de semana, atingindo o seu auge com o desfile da segunda-feira das Rosas. Esta marcha animada, que atravessa Südstadt (a parte Sul de Colónia), tem uma panóplia de carros de desfile decorados dos quais são atirados para o público caixas de chocolates, rebuçados e outras bugigangas.

 

VEJA TAMBÉM:  ESTE É O CARNAVAL MAIS ELEGANTE DO MUNDO: CONHEÇA A SUA HISTÓRIA E TIPOS DE MÁSCARAS

 

Mardi Gras, Nova Orleães, EUA 

O Mardi Gras, também conhecido como terça-feira gorda, remonta até às tradições europeias dos séculos XVII e XVIII da Casa de Bourbon. Hoje, é uma celebração de carnaval acessível a todos e atrai miúdos e graúdos para as ruas. Quanto a máscaras, tudo é possível; não tenha vergonha de vestir o seu disfarce mais estranho e aproveite o desfile.

 

Carnaval de Binche, Bélgica 

A UNESCO consagrou a festa de carnaval de Binche como “uma obra-prima da herança oral e intangível da humanidade” em 2003, um testamento ao seu carácter único. Enquanto a Bélgica organiza vários outros carnavais à volta do mesmo período, Binche destaca-se com os seus artistas obscuros (conhecidos como Gilles), eventos de atirar laranjas (considerado símbolo de sorte) e outras práticas curiosas.

 

Carnaval de Santa Cruz de Tenerife, Ilhas Canárias, Espanha
Embora Tenerife tenha inúmeras festas todo o ano, nenhuma se compara com a de carnaval. Este é por muitos considerado o segundo carnaval mais popular do mundo, depois do Rio de Janeiro, e conta com 15 dias de extravagância vívida que transformam a cidade numa enorme festa colorida, com direito a eleições para rainha do carnaval, hinos satíricos e alegria sem igual.

 

VEJA TAMBÉM: FOLIA E DIVERSÃO: O TOP 5 DO CARNAVAL EM PORTUGAL

 

Carnaval de Nice, França 
Seis desfiles de carnaval, dezenas de carros de desfile e milhares de dançarinos e músicos de todo o mundo – a festa de carnaval de Nice é uma festa vibrante com uma herança rica. O desfile oferece numerosas caravanas cobertas de flores que certamente o deixarão encantado.

 

Fasnacht em Basileia, Basileia, Suíça 
Com cerca de 20.000 participantes mascarados nas marchas, o Fasnacht em Basileia é o maior festival popular da Suíça. O tema do carnaval é revelado com vários meses de antecedência, dando aos participantes o tempo suficiente para se prepararem para a festa. A tradição conta com os fregueses a partirem de bar em bar a cantar, a representar e a fazer comentários inteligentes conhecidos como Schnitzelbängg.

 

O Carnaval de Oruro, Bolívia 

Em tempos uma celebração indígena, esta festa transformou-se numa celebração com uma forte ligação ao simbolismo religioso traduzido na Pachamama (Mãe Terra) e Tio Supay (Deus do submundo). Estes dois ícones formam o pano de fundo do festival, que destaca um ritual de “dança dos demónios”, La Diablada, que representa o triunfo do bem sobre o mal. Com uma panóplia de mitos folclóricos, lendas e tradições curiosas, esta festa de carnaval consegue distorcer totalmente as normas do quotidiano. Descansa dos excessos com uns dias extra na Bolívia, onde te esperam as planícies salinas os lagos e as paisagens estonteantes.

 

VEJA TAMBÉM: ROCK IN RIO VAI TER UMA MINI CIDADE DO ROCK PARA OS MAIS PEQUENOS

 

Festa de Carnaval de Trinidad e Tobago 

O vigor e a pompa das Caraíbas compõem o palco principal da festa de carnaval anual de Trinidad e Tobago; uma demonstração estonteante que começa às 4h da manhã do primeiro dia (J’ouvert) à medida que os participantes se reúnem para aquilo que foi em tempos uma revolução contra a escravatura.

 

Carnaval de Copenhaga, Dinamarca 

A festa de carnaval de Copenhaga é uma adição relativamente nova ao panorama do carnaval, embora uma que continua a crescer rapidamente com o passar dos anos. Datando de 1982, o evento atrai agora mais de 100.000 espetadores para três dias de desfiles e eventos associados que revolvem à volta da música do mundo e do samba.

 

Carnaval de Notting Hill, Londres, Reino Unido 

Ficou entusiasmado com todas estas festas, mas não vai estar em nenhum destes destinos durante o carnaval? Não desespere. O carnaval de Notting Hill, em Londres, festeja-se em agosto e oferece-lhe a desculpa ideal para conhecer o destino no verão. A maior festa de rua de Londres ganhou vida no final dos anos 60 como ramo do Carnaval de Trinidad. Dance ao som de ritmos calipso, soca, reggae e dub que emanam dos muitos sistemas de som à beira da estrada e petisque a cozinha de fazer água na boca.

 

Veja imagens na galeria acima.

Artigo anterior

Sente-se vítima da inércia? Aprenda a ativar a sua vida

Próximo artigo

Tomar pequeno-almoço grande pode queimar duas vezes mais calorias