Home»FOTOS»Música medieval e renascentista volta a ecoar no Palácio Nacional de Sintra

Música medieval e renascentista volta a ecoar no Palácio Nacional de Sintra

No mês de maio, vai ser possível fazer uma viagem ao passado e voltar a ouvir as músicas que se ouviam no Palácio da Vila, quando este era residência real de verão. O ciclo “Reencontros – Memórias Musicais no Palácio de Sintra” vai recuperar sons e memórias de outra época.

Pinterest Google+

O ciclo “Reencontros – Memórias Musicais no Palácio de Sintra”, com direção artística de Massimo Mazzeo, regressa ao Palácio Nacional de Sintra, de 4 a 25 de maio, com alguns dos mais conceituados intérpretes e agrupamentos internacionais especializados nos repertórios medieval e renascentista. Os concertos decorrem nos sábados do mês de maio, sempre às 21h30.  Veja algumas imagens na galeria acima.

 

O ciclo tem início no dia 4 de maio, com um programa dedicado à música veneziana, que recria a cerimónia de coroação dos doges, conduzido pelo Ensemble La Fenice, com direção de Jean Tubéry. Neste concerto, serão ouvidas obras de Giovanni (1557?-1612) e Andrea Gabrieli (1532/33-1585), que pontuavam estas celebrações, num programa especialmente concebido para a Sala dos Cisnes do Palácio de Sintra e que transportará o público para os espaços da Basílica de São Marcos e do Paço Ducal de Veneza.

 

VEJA TAMBÉM: UM PASSEIO POR SINTRA: O QUE NÃO PODE PERDER

 

O segundo concerto, no dia 11 de maio, recupera a canção francesa do século XVI. Dirigido por Dominique Visse, o Ensemble Clément Janequin apresentará um programa repleto de humor e colocado sob o signo do epicurismo, com o elogio dos prazeres, do amor, do vinho, em resumo, uma celebração da (boa) vida.

 

No sábado, 18 de maio, chega de Itália o Ensemble Arte Musica, com um programa que apresenta obras de dois notáveis compositores da época conhecida por Maneirismo: Sigismondo d’India e Claudio Monteverdi. Os Arte Musica propõem-se ilustrar a transição do estilo “antigo” (polifónico) para o estilo “moderno” do canto acompanhado e da nova técnica do “recitar cantando”, de certa forma precursora da ópera.

 

VEJA TAMBÉM: DESTINOS DE CONTOS DE FADAS NA EUROPA

 

Os “Reencontros” chegam ao fim no dia 25 de maio, com o tenor Marco Beasley a dirigir um ensemble multinacional num programa que celebra a civilização mediterrânea através das formas musicais de dança típicas do sul de Itália durante o século XVI. Neste concerto, abordam-se os processos de “mestiçagem” musical típicos desta região, quer pela confluência de diferentes povos que nela se fixaram, quer pela retroação que ali se verificou entre as músicas de extração popular e as músicas que se ouviam na corte napolitana.

 

O ciclo “Reencontros – Memórias Musicais no Palácio de Sintra” é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal (CEMSP), tendo por diretor artístico o maestro Massimo Mazzeo. Os “Reencontros” dão continuidade à 5.ª Temporada de Música Erudita da Parques de Sintra, que iniciou em março com os “Serões Musicais no Palácio da Pena”, e termina com o ciclo “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie”, em outubro e novembro.

 

Informações úteis:

Preço de bilhete por concerto: 15€

Preço de Bilhete Ciclo (4 concertos): 51€

Capacidade da Sala dos Cisnes: 160 lugares

Pode consultar aqui a programação completa do evento.

M/6

 

 

Artigo anterior

Os benefícios de beber água alcalina

Próximo artigo

Renove as energias: plantas para ambientes internos