Home»VIDA»CARREIRA»Múltiplas atividades profissionais: consegue conjugá-las?

Múltiplas atividades profissionais: consegue conjugá-las?

As suas circunstâncias não o permitem abandonar ‘aquele’ trabalho, mas e se conseguir fazer paralelamente aquilo de que gosta? Acredite, pode ser uma válvula de escape.

Pinterest Google+
PUB

Lembra-se do artigo anterior? Para os mais esquecidos, o título é: Abraçar novos desafios – É capaz de fazê-lo e sair da zona de conforto?   Na parte final disse o seguinte: «Não tenha medo. Mudar é evoluir, mesmo se falharmos, já ganhámos porque aprendemos. Claro, cada circunstância é uma circunstância e nem sempre podemos fazer uma mudança, digamos, radical. Talvez não consiga mudar de emprego. Mas e se conseguir conjugar o que já faz com outra coisa que realmente o/a realize? Falaremos disso no próximo artigo».

 

O prometido é devido. Para muitas pessoas, um segundo, terceiro trabalho/atividade é sinal de pelo menos duas coisas: rendimentos extras e desafiar-se a si mesmo. Sim, o dinheiro ajuda e é necessário (clarooo!). Mas desafiar-se a si mesmo é igualmente importante.

 

As suas circunstâncias não o permitem abandonar ‘aquele’ trabalho, mas e se conseguir fazer paralelamente aquilo de que gosta? Acredite, pode ser uma válvula de escape. Desafie-se. Permita-se. Entre neste desafio de desafiar-se. Há uma frase que acho incrível e define muito bem o tema que estamos a abordar: «Velhos caminhos não abrem novas portas». E é tão certo! Concorda?

 

Eu sou um apaixonado por desafios e amo pessoas que saem da zona de conforto, que lutam pelos objetivos que desejam, pessoas que inovam, que fazem mil e uma coisas e ainda assim não deixam de ser elas mesmas. O que é que isso que dizer?

 

Quer dizer que podemos ter múltiplas atividades e ainda assim ter tempo para passear, ouvir música, jantar fora, tomar um café naquele sítio especial, estar com quem amamos e com quem nos ama, cuidar do nosso físico, da nossa espiritualidade, em suma, cuidar de nós, porque temos de ‘trabalhar para viver e não viver para trabalhar’.

 

Como é possível?

  • Equilíbrio: Sim, ter várias atividades envolve sacrifícios, mas sacrifique apenas o necessário. Aquilo que considera ser a sua bússola, NUNCA abdique. Equilíbrio.
  • Disciplina: Tenha uma agenda bem definida e tente ao máximo cumprir horários (por ex: X horas para Y atividade). Pense no resultado final e no que pretende com tudo o que está a fazer.
  • Esteja informado: Múltiplas atividades profissionais exigem que estejamos bem informados sobre as mudanças dos diferentes mercados de trabalho.
  • Formação: Quanto mais competente, mais produtivo, maisportas se abreme isso pode significar fazer mais em menos tempo, e quiçá ter mais lucro em menos tempo.

 

Está pronto para desafiar-se? Lembre-se: «Velhos caminhos não abrem novas portas».

Artigo anterior

Chegue ao verão sem celulite

Próximo artigo

As desculpas para não fazer dieta