Home»FOTOS»Mulheres precisam de dieta mais rica em nutrientes do que homens para manterem boa disposição

Mulheres precisam de dieta mais rica em nutrientes do que homens para manterem boa disposição

A razão pode estar na diferença de anatomia e funcionamento dos cérebros de homens e mulheres, segundo uma nova pesquisa realizada nos EUA. Estas descobertas podem explicar porque as mulheres, com a alimentação da atualidade, têm duas vezes mais hipóteses de serem diagnosticadas com ansiedade e depressão, revela a investigação.

Pinterest Google+

Um estudo da Universidade de Binghamton, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, comprova que as mulheres precisam de uma dieta mais rica em nutrientes do que os homens, para manterem o bem-estar emocional e felicidade.

 

Uma equipa de investigadores liderada por Lina Begdache, professora na Universidade de Binghamton, usou as diferentes redes sociais para realizar esta pesquisa. Esta pesquisa foi feita de uma forma anónima e contou com cerca de 563 participantes (48% eram homens e 52% eram mulheres).

 

Com esta pesquisa, Begdache e a sua equipa descobriram que os homens são mais propensos a experimentar um bem-estar mental até que apareçam deficiências nutricionais. As mulheres, no entanto, apenas alcançam um bem-estar mental se seguirem uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável.

 

VEJA TAMBÉM: SINAIS DE QUE O STRESS SE PODE ESTAR A TRANSFORMAR NUMA DEPRESSÃO

 

Isto pode ser explicado devido a diferenças da anatomia e do funcionamento dos cérebros dos homens e das mulheres. Estas apresentam uma maior suscetibilidade à doença mental. O que fica comprovado com os resultados obtidos durante a investigação desenvolvida por Lina Begdache. «A maior conclusão que podemos chegar é que as mulheres precisam de um maior espectro de nutrientes para regularem o humor», disse Begdache.

 

E a especialista acrescenta: «Estas descobertas podem explicar a razão pela qual as mulheres têm duas vezes mais hipóteses de serem diagnosticadas com ansiedade e depressão. Para além disto, também sofrem episódios mais longos, comparadas aos homens. A dieta que hoje fazemos é rica em energia, mas pobre em nutrientes», conclui a investigadora, que defende que a dieta feita pelos humanos primitivos, que era rica em nutrientes e alta e energia, contribuiu significativamente para a evolução cognitiva da humanidade.

 

VEJA TAMBÉM: STRESS E ANSIEDADE: COMO NÃO FAZER AS ESCOLHAS ALIMENTARES ERRADAS

 

«Os machos e as fêmeas tinham responsabilidades físicas e emocionais diferentes, o que pode ter exigido diferentes necessidades de energia. A ingestão diferencial de alimentos e energia baseada no género pode explicar os volumes e a conectividade do cérebro entre homens e mulheres», explica Lina Begdache, que defende que a dieta que é feita atualmente está a perturbar a funcionalidade de alguns sistemas cerebrais.

 

A motivação, o humor e a regulação do sono, entre outras funções cerebrais, são reguladas com a ajuda da dopamina, uma substância química que atua no cérebro. A sua produção é gerida pelo sistema nervoso, mas diferentes fatores podem causar uma queda nos níveis de dopamina. Quando isto acontece, existe uma perda de prazer em coisas que achava a agradáveis, falta de motivação e apatia. Na galeria no início do artigo, conheça 12 suplementos alimentares que vão fazer com que se sinta melhor.

Artigo anterior

Entrudo, o calçado que se inspira nos Caretos de Trás-os-Montes

Próximo artigo

Estudo: Falta de férias associada a sintomas de depressão