Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Moleskine Café, um café com cheiro a papel

Moleskine Café, um café com cheiro a papel

A marca de cadernos italiana está a expandir o seu estilo elegante e minimalista além do mundo da papelaria, com a abertura de uma série de cafés um pouco por todo o mundo. A combinação do cheiro a café acabado de fazer com o das folhas de papel novo promete atrair muitos clientes àquele que pretende reinterpretar o conceito de café literário no mundo moderno.

Pinterest Google+

Depois do sucesso do primeiro café em Milão, cidade-Natal dos cadernos Moleskine, e da nova abertura em Pequim, na China, já em janeiro de 2018, a marca vai abrir novos espaços noutras cidades do mundo: Londres, em Inglaterra, Hamburgo, na Alemanha, e Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

 

A expansão dos cafés, onde os cheiros a café fresco e a papel novo se confundem, está prevista para o final do ano, com um design dos espaços que vai seguir a linha estética da marca: linhas simples, neutras e atemporais.

 

VEJA TAMBÉM: NOVA PLATAFORMA DÁ DESCONTOS EM HOTÉIS DE LUXO EM PORTUGAL

 

O objetivo da marca é também ser mais do que apenas mais um lugar para beber café. O Moleskine Café pretende proporcionar um espaço para que a comunidade socialize, compartilhe ideias e seja inspirada pela criatividade.

 

O conceito funde elementos de um café, de uma galeria de arte e de uma loja, revela a imprensa internacional. Terá por isso espaço para exposições e outras mostras criativas de vários géneros de arte, pretendendo reinterpretar o conceito do café literário no mundo moderno.

 

No que aos menus diz respeito, os cafés vão combinar a culinária italiana com a local, ajustada pelos chefs residentes de cada café. Veja algumas fotos do conceito na galeria acima.

 

Artigo anterior

Produto do Ano 2018 distingue 32 produtos em Portugal

Próximo artigo

Nova lei do assédio. Uma excelente oportunidade para fazer emergir culturas organizacionais (mais) éticas