Home»GLAMOUR»MODA»Modelo desafia agência por causa do peso

Modelo desafia agência por causa do peso

A agência da modelo Charli Howard exigiu que esta perdesse peso e a modelo respondeu numa carta aberta publicada nas redes sociais

Pinterest Google+
PUB

Charli Howard tem 1,72 metros e veste entre o número 34 e 36. No entanto, a jovem de 23 anos, que trabalha como modelo desde os 17, foi chamada à atenção pela sua agência na semana passada, por estar «demasiado grande» e «fora de forma» para ser modelo.

 

A jovem inglesa decidiu que era tempo de combater a pressão que as agências de modelos fazem sobre as jovens para que estas se mantenham no limite saudável de peso e, depois de ver o seu contrato quebrado pela agência, que não nomeia, escreveu uma carta aberta no Facebook, que tem dado que falar.

 

Na carta, a jovem diz: «Recuso a sentir-me envergonhada e triste todos os dias por não alcançar os vossos padrões de beleza ridículos e inatingíveis.» E continua: «Quanto mais vocês nos obrigam a perder peso e a sermos magras, mais os designers têm de fazer roupas que nos sirvam e mais raparigas estão a ficar doentes. Não é esta imagem que eu escolho representar”.

 

A carta da inglesa foi partilhada por milhares de pessoas nas redes sociais e a modelo recebeu inúmeras mensagens de apoio e parabéns pela coragem. Na noite passada, Charli usou a sua página de Facebook para anunciar que é agora representada pela Muse NYC, uma agência que, segundo a jovem, «respeita diferentes tamanhos e etnias».

 

Em entrevista à BBC, a jovem explicou que não esperava que o seu caso tivesse tanto impacto mas que isto mostra que o mundo está a mudar. A modelo explicou ainda que atingiu o seu limite quando começou a questionar-se se o tamanho 34 ou 36 que vestia era, de facto, muito grande. «Mas percebi que o problema não era eu», disse.

 

A jovem explicou ainda que acha que o governo deveria intervir e assegurar que as jovens não são obrigadas a alterar a sua noção de corpo saudável, dando o exemplo francês, onde uma lei proíbe a utilização de modelos com o índice de massa corporal (IMC) muito baixo.

 

Relembremos que recentemente a supermodelo Gigi Hadid também usou o Facebook para responder a críticas sobre o seu corpo, assumindo que tem curvas e que as celebra, não esperando um tratamento diferente por isso.

Artigo anterior

Moda infantil para este inverno

Próximo artigo

Foco! É preciso focalizar-se nos seus objetivos