Home»FOTOS»Moda de cortiça: ‘As Portuguesas’ lançam primeira coleção outono/inverno

Moda de cortiça: ‘As Portuguesas’ lançam primeira coleção outono/inverno

Depois das flipflops, chega o calçado de inverno. O ponto em comum? A cortiça, um elemento natural que esta marca coloca ao serviço da moda. A nova coleção vai estar à venda em vários pontos do globo.

Pinterest Google+

Depois do sucesso alcançado com as flipflops de cortiça, a marca ‘As Portuguesas’ lança agora a sua primeira coleção outono/ inverno. Esta coleção tem o nome de ‘City’ e é composta por 11 modelos de sapatos. Vai estar à venda em Portugal, Estados Unidos, Japão e no norte da Europa. Veja imagens na galeria acima.

 

Tal como aconteceu com as flipflops, também a sola da coleção de outono/inverno é feita de cortiça. Para além desta inovadora sola, estes sapatos apresentam feltro natural, um design contemporâneo, diversas conjugações de cores e uma ergonomia que dispensa o uso de elásticos, fechos ou atacadores.

 

VEJA TAMBÉM: PÉS COM GLAMOUR? NESTE INVERNO CALCE NACIONAL

 

«A criação de um modelo de sapato para outono/inverno estava nos nossos planos desde o lançamento da primeira coleção de flipflops. Os dois anos que separam esta apresentação foram, no entanto, fundamentais para nos focarmos, com o apoio da Amorim Cork Ventures, no desenvolvimento de uma sola de cortiça versátil e robusta, que dá resposta aos desafios de um modelo de Inverno. Em simultâneo, beneficiando do entusiasmo da força comercial do grupo Kyaia em torno deste novo conceito de sapato, conseguimos apresentar, com sucesso, esta inovadora coleção a distribuidores de todo o mundo», conta o responsável pela marca ‘As Portuguesas’, Pedro Abrantes.

 

Esta coleção, que é promovida pela Ecochic, tem 11 modelos, com números do 35 ao 46, e estarão disponíveis em Portugal, Estados Unidos, no Japão e no norte da Europa. Também estão à venda em www.asportuguesas.shoes. O preço recomendado é de 69.90€.

Artigo anterior

Coimbra será Região Europeia da Gastronomia em 2021

Próximo artigo

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção afeta desempenho académico dos estudantes universitários