Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Micróbios da língua ajudam a diagnosticar insuficiência cardíaca

Micróbios da língua ajudam a diagnosticar insuficiência cardíaca

O aspeto de uma língua normal é vermelho pálido com um revestimento branco pálido, enquanto que em pacientes com insuficiência cardíaca a sua aparência é de um vermelho mais acentuado e um revestimento amarelo.

Pinterest Google+

Segundo uma pesquisa feita pela HFA Discoveries, uma plataforma científica da Sociedade Europeia de Cardiologia, os micróbios presentes na língua podem ajudar no diagnóstico da insuficiência cardíaca.

 

De acordo com Tianhui Yuan, autor da pesquisa, o aspeto de uma língua normal é vermelho pálido com um revestimento branco pálido, enquanto que em pacientes com insuficiência cardíaca a sua aparência é de um vermelho mais acentuado e um revestimento amarelo, sendo que este aspeto muda com o evoluir da doença.

 

O estudo descobriu que a composição e a quantidade de bactérias no revestimento da língua é diferente nestas duas situações (saúde cardíaca vs. insuficiência cardíaca).

 

Já outros estudos tinham demonstrado que os micro-organismos do revestimento da língua poderiam ajudar a detetar cancro do pâncreas, uma vez que a composição também difere entre pacientes saudáveis e pacientes com esta patologia.

 

Os investigadores estudaram a composição do microbioma da língua em 42 pacientes com insuficiência cardíaca e 28 saudáveis. Descobriram então que os pacientes com insuficiência cardíaca apresentavam os mesmos tipos de microorganismos no revestimento da língua e os saudáveis também compartilhavam os mesmos micróbios.

 

Segundo Yuan, serão necessárias mais pesquisas, mas esta poderia ser uma ajuda na deteção em larga escala e na monitorização a longo prazo da insuficiência cardíaca pela sua facilidade de obtenção e realização.

 

Artigo anterior

Antes de sair... prepare a sua casa para as férias

Próximo artigo

Cuidados para manter um cabelo sedoso no verão