Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Drama Queen? Meça o seu nível dramático segundo um estudo

Drama Queen? Meça o seu nível dramático segundo um estudo

As pessoas dramáticas têm tendência a criar problemas e pensam constantemente que são elas as vítimas. Meça o seu nível de drama através deste teste: quanto mais concordar com as declarações que lê na galeria, maior é a sua necessidade de experienciar momentos dramáticos.

Pinterest Google+

Pessoas que gostam de irritar os outros e que não conseguem guardar a opinião para si mesmos têm uma elevada necessidade de drama, segundo uma pesquisa realizada pelo departamento de psicologia da Universidade do Texas (EUA) e publicada na ‘Personality and Individual Differences’. Um dos aspetos desta ‘necessidade de drama’ inclui dizer coisas só para ver como os outros reagem e fazerem-se passar por vítimas a toda a hora. Numa reunião familiar, o dono destas atitudes pode BEM ser a ovelha negra da festa.

 

Estas conclusões resultam de um estudo que valida, numa escala de 13 pontos, a necessidade de drama. Pessoas com uma pontuação alta nesta escala têm, normalmente, níveis elevados de psicopatia e narcisismo não clínico.

 

VEJA TAMBÉM: NO ESCRITÓRIO: COMO MANTER O BOM HUMOR DURANTE TODA A SEMANA

 

Os autores do estudo descrevem a vida típica de pessoas com personalidades dramáticas como caóticas e que têm uma necessidade de infligir crises artificiais no meio familiar, no grupo de amigos ou com colegas de trabalho. Nas relações interpessoais, provavelmente identificaríamos estes indivíduos como dramáticos devido às várias histórias de relações falhadas e dos seus constantes conflitos com amigos e família.

 

«Muitas vezes, estes dramas interpessoais tornam-se públicos nas redes sociais», dizem os autores do estudo. «No local de trabalho, os indivíduos dramáticos estão propensos a envolverem-se em cusquices para influenciar os outros, criar conflitos entre colegas de trabalho, mas sentem que são eles as vítimas desses boatos e dos conflitos dos outros».

 

VEJA TAMBÉM: ACHA QUE É NOMOFÓBICO?

 

O estudo constatou três fatores que compõem a necessidade de drama. São eles a manipulação interpessoal – caracterizada pela vontade de uma pessoa influenciar outras pessoas a comportarem-se de uma maneira que serve de metas para o manipulador – ,  a persistente vítima assumida – propensão para se assumir constantemente como uma vítima das circunstâncias da vida quotidiana que muitas pessoas rejeitam como benigno – e, por último, os faladores compulsivos – caracterizados pela sua compulsão em falar e compartilhar opiniões, mesmo quando estas são inadequadas e não levam em conta as consequências sociais.

 

Consulte agora a galeria acima e faça o teste para medir o seu nível dramático.

Artigo anterior

Nabos, poder nutricional anticancerígeno

Próximo artigo

Adam Levine, rockstar, entertainer, style setter… e agora embaixador de um perfume