Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Marlene Barreto estreia ‘Reflexo’, uma homenagem à sua história de amor

Marlene Barreto estreia ‘Reflexo’, uma homenagem à sua história de amor

Durante cinco dias, a história de Alice e Gabriel é revelada no Auditório da Biblioteca de Marvila, contando com o desempenho da própria atriz e do ator Hugo Sequeira. A peça conta ainda com a música ao vivo da cantora e atriz brasileira Brina Ribeiro.

Pinterest Google+

No dia 20 de outubro, no Auditório da Biblioteca de Marvila, Marlene Barreto estreia ‘Reflexo’, uma peça que conta com o desempenho da própria atriz e do ator Hugo Sequeira. Encenada por Lucinda Loureiro e com movimento de Félix Lozano, a peça conta ainda com a música ao vivo da cantora e atriz brasileira Brina Ribeiro, que juntamente com o também músico brasileiro, Marcelo Scafi, compôs toda a banda sonora do espetáculo.

 

Alice e Gabriel são dois estranhos que se encontram, diariamente, no mesmo lugar: o café – livraria “A Travessia”. Alice é uma jovem escritora, muito comprometida com os seus textos e com a sua rotina de escrita. Gabriel, um homem cheio de charme, um bon vivant que frequenta todos os dias aquele lugar, não consegue ficar indiferente à jovem que parece ignorar tudo e todos à sua volta, apenas tendo olhos para uma simples máquina de escrever.

 

Gabriel, confiante dos seus atributos, acredita que, com algum glamour, chamará a atenção da jovem. Tarefa nada bem-sucedida quando ela o expulsa, argumentando que este está a atrapalhar a sua atenção. O jovem não desiste da escritora e convence-a a ler um dos seus textos. Inicialmente, Alice resiste, desculpando-se com todos os argumentos, mas a tamanha insistência do jovem fá-la render-se com a condicionante de que Gabriel se vire de costas sempre que ela ler um texto seu.

 

Os dias vão passando e os dois passam a ter encontro reservado, todos os dias, à mesma hora, no mesmo lugar. A cumplicidade torna-se inevitável e a paixão vai cercando todos os limites. Um amor imenso que será ameaçado pela verdadeira identidade de Alice. Uma história de amor, onde só o amor não é suficiente.

 

Veja o vídeo sobre o processo criativo

 

«As várias experiências humanas da vida fizeram-me refletir muito sobre o conceito de Outrar e gosto de acreditar que todos o entenderão. Foi nesta busca incessante pelo entendimento e numa reflexão desmedida e até obcecada que surge o Reflexo. Uma história que aparece na minha mente em planos fragmentados, numa espécie de flashes daqueles que se usam no cinema para metaforizar “as lembranças” repentinas de alguém. Estava eu numa viagem Rio de Janeiro – Lisboa, regressando a casa depois de uma temporada visceral e muito emocional, quando as personagens Alice e Gabriel se me apresentam  de uma forma muito tímida, mas muito impositora. Não entendi de imediato quem eram, mas percebi a leveza dos seus corpos e a densidade dos pensamentos. Era uma história de amor, não restava dúvida e não a poderia nem queria deixar ir. Peguei no meu caderno preto, que tinha na mochila, e anotei tudo o que podia. Todas as imagens que queriam comunicar comigo e fazer parte da história», conta a também escritora e apresentadora.

 

A peça vai estar em cena nos dias 20, 21, 22, 23 e 24 de outubro no Auditório da Biblioteca de Marvila. Sex., Sáb., Seg. e Terça-feira – 21h30 | Dom – 16:30. Reservas e bilhetes através do número 933 313 98. Veja imagens dos ensaios na galeria acima.

 

Artigo anterior

Os melhores países do mundo têm taxas mais elevadas de cancro e isso tem impacto na humanidade

Próximo artigo

Maioria das pessoas terá um episódio de lombalgia ao longo da sua vida