Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Marina de Vilamoura International Boat Show está de volta

Marina de Vilamoura International Boat Show está de volta

Reunindo todas as tipologias de embarcações, marcas de acessórios, equipamentos e serviços integrados, a mostra permite contactar com mais de 50 marcas da indústria náutica. Esta será a sua 25ª edição.

Pinterest Google+
PUB

Realizado desde 1999 na Marina de Vilamoura, o Marina de Vilamoura International Boat Show está de volta para mais uma exibição dentro do panorama do setor náutico português. A 25ª edição decorre de 11 a 19 de junho, entre as 11h e as 21h, e é coorganizado pela Marina de Vilamoura e pela FIL – Feira Internacional de Lisboa.

 

Reunindo todas as tipologias de embarcações – novas e seminovas (brokerage) -, bem como marcas de acessórios, equipamentos e serviços integrados, a mostra, em terra e no mar, permite ao público contactar na primeira pessoa com mais de 50 marcas da indústria náutica.

 

VEJA TAMBÉM: FEIRA INTERNACIONAL DO ARTESANATO REGRESSA A LISBOA COM ARTESÃOS DE 31 PAÍSES

 

“O Boat Show é um polo de atração no verão do Algarve. Não apenas pela dinamização que opera na economia regional e no setor da náutica, mas também pelo estilo de vida que reflete. É um evento de uma enorme generosidade, que partilha este universo de glamour e oferece uma receção personalizada a qualquer entusiasta da náutica. É também uma oportunidade imperdível de desfrutar de Vilamoura numa altura única, em que a Marina ganha uma nova vida e toda a atmosfera envolvente adquire uma energia incomparável”, refere Paulo Jorge, da organização do Marina de Vilamoura International Boat Show.

 

Reunindo nomes incontornáveis a nível nacional e internacional, a 25.ª edição do Marina de Vilamoura International Boat Show contará com referências clássicas da indústria náutica, mas também players que têm assumido a vanguarda da inovação. Ao todo, o evento conta com mais de 50 marcas.

 

De acordo com a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, o turismo náutico representa 1,2% da indústria turística portuguesa. Mas a valia económica da náutica de recreio não se cinge ao turismo, tendo um lugar relevante também no suporte da indústria da construção, reparação e manutenção de embarcações, bem como do design e investigação associados aos produtos náuticos.

 

 

Artigo anterior

O poder da hortelã e do hibisco no seu bem-estar

Próximo artigo

Conheça os fatores que potenciam a síndrome de burnout