Home»GLAMOUR»BELEZA»Marca de beleza de Jessica Alba recebe investimento milionário e expande para a Europa em 2019

Marca de beleza de Jessica Alba recebe investimento milionário e expande para a Europa em 2019

A Honest Co recebeu um investimento de 170 milhões de euros de uma investidora americana. Com uma profunda reformulação da marca e aposta na inovação, o objetivo é tornar a marca da atriz numa referência mundial na área da cosmética natural.

Pinterest Google+

A marca de beleza da atriz Jessica Alba, Honest Co, está a ser alvo de uma profunda reestruturação para se tornar numa referência mundial na área da beleza natural. Após receber um investimento de 170 milhões de euros da investidora L Catterton, a marca está a restruturar a sua linha de produtos, as embalagens e a reduzir os seus preços, informa o site WWD.

 

 

Este investimento dá à marca o capital para acelerar os seus planos de crescimento global, que incluem a expansão para a Europa, pela primeira vez, com um lançamento na cadeia Douglas na primavera de 2019.

 

VEJA TAMBÉM: PELE: BELEZA E LONGEVIDADE COM A AYURVEDA

 

O capital também financiará a inovação contínua – uma prioridade estratégica central para a empresa -, de acordo com Nick Vlahos, que assumiu o cargo de diretor executivo em março de 2017, informa o WWD.

 

O propósito continua a ser oferecer opções naturais, sem químicos nocivos adicionados e que estão na linha do que procuram as novas gerações. «Eu quero viver uma vida saudável e uma boa vida, e é certamente por isso que eu comecei a empresa. Parecia que todos na minha família tinham cancro – a minha mãe, a minha avó, a minha bisavó – e doenças cardíacas, do lado do meu pai. Eu olhei para os dados e para o aumento da industrialização, dos produtos químicos que estão em produtos quotidianos e das doenças causadas pelo meio ambiente. Há um caminho paralelo, e eu penso que podemos viver melhor as nossas vidas sem essas coisas que nos podem prejudicar», declarou Jessica Alba ao WWD.

 

 

Artigo anterior

Copos de plástico descartáveis banidos do Rock in Rio Lisboa

Próximo artigo

Plataforma Airbnb revela as melhores cidades LGBTQ e Lisboa está entre as eleitas