Home»VIDA»ESOTERISMO»Lua, sustentáculo da vida

Lua, sustentáculo da vida

Enquanto que o sol representa a energia criativa infinita, disponível para um indivíduo, a função da lua é dar uma forma a essa energia e tornar o potencial uma realidade.

Pinterest Google+

O símbolo da lua é o Q crescente – a união das duas metades do círculo, que agora está quebrado. Um semicírculo representa a consciência divina, o outro a consciência humana. A junção destas duas forças dá origem à personalidade.

 

A lua é o astro mais próximo da Terra, a última instância para a chegada de todas as ondas e energias cósmicas ao nosso mundo mais íntimo e pessoal. É um filtro pelo qual passam sentimentos e emoções, a nossa recetividade, a forma básica e pessoal de sentir e reagir afetivamente.

 

É o nosso senso de pertencimento a um núcleo, a um ninho, a uma família, à nossa capacidade de vinculação. É a relação primordial entre a criança e a mãe; as lembranças afetivas; as memórias da alma. A Lua regula todos os ritmos inconscientes de nosso metabolismo, influenciando os nossos estados de humor, a nossa capacidade de adaptação e mudança, assim como a nossa mobilidade e versatilidade e estabilidade emocional. Evoca a imaginação e os diferentes estados da alma.

 

Exatamente como a Lua percorre muitas fases, quando vista da Terra, na nossa vida diária também percorremos inúmeras fases, em termos de relacionamentos com circunstâncias externas da vida, dependentes do estímulo. Por exemplo, reagimos de uma forma aos nossos pais, de outra forma a uma pessoa amada, e ainda de um terceiro modo a um inimigo. Resumindo, cada um de nós possui uma infinidade de meios para a autoexpressão. Com grande frequência, as mudanças que sofremos são instintivas ou socialmente condicionadas.

 

É através da personalidade que o Homem alcança a flexibilidade, porém também necessário se torna ao ser evoluído poder usar a personalidade como uma ferramenta da essência (força solar), em vez de identificar tais fases transigentes como a fonte do Eu. Em adição ao importante significado da influência lunar, a Lua representa a vida doméstica e os relacionamentos com a família. Ela personifica a mãe e, no mapa natal de um homem, tem muito a ver com as mulheres em geral e a sua esposa, em particular.

 

A Lua também indica identificação com o público em geral, além de expressar o grau de conexão com origens étnicas e tradições. A força ou fraqueza relativas da Lua no mapa natal tem um propósito direto sobre a natureza da imaginação, de simpatias e de um senso de auto preservação. No corpo físico, a Lua rege os seios, o sistema nervoso simpático e o fluxo de secreções orgânicas. Está intimamente associada aos Ciclos e órgãos reprodutivos femininos.

 

A Lua rege o signo de Caranguejo e todas as questões pertinentes à Casa IV. Relaciona-se com todas as atividades ligadas à terra, aos alimentos e aos filhos, tendo uma íntima conexão com o oceano, a sua flora e a sua fauna. Está ligada ao arquétipo da Mãe.

Artigo anterior

Dez sinais de stress surpreendentes

Próximo artigo

Afinal, beber sumos de fruta não aumenta níveis de açúcar no sangue