Home»GLAMOUR»BELEZA»Livre-se das olheiras e evite o olhar cansado: saiba como!

Livre-se das olheiras e evite o olhar cansado: saiba como!

As olheiras são um problema que afeta tanto homens como mulheres, principalmente neste mês das festividades onde o cansaço do trabalho e a azáfama do Natal se vão acumulando. Em muitas situações os cosméticos ajudam, mas efetivamente podem não conseguir resolver totalmente o problema.

Pinterest Google+

Por isso, hoje irei abordar alguns tratamentos da cirurgia estética, que enquanto cirurgião plástico o vão poder ajudar a melhorar a sua saúde ocular e como corrigir aquilo a que vulgarmente denomino como “um olhar cansado”.

 

Apesar da falta de sono ser também uma das causas mais comuns das chamadas “olheiras”, estas não são apenas uma consequência de noites mal dormidas. Esta situação pode ser inclusive uma situação genética hereditária, uma vez que a pele do contorno dos olhos é das mais finas do corpo, na qual passam vários vasos sanguíneos, o que, por sua vez, leva a que a área debaixo dos olhos escureça naturalmente.

 

Muitas vezes a solução pode passar por usar produtos cosméticos, que atuam essencialmente na prevenção e na correção do olhar cansado, ou seja, ajudam a disfarçar as olheiras, embora elas continuem a existir.

 

VEJA TAMBÉM: UM NOVO OLHAR COM BLEFAROPLASTIA

 

No caso da cirurgia estética existem procedimentos que ajudam a corrigir de forma permanente o problema. Pode ser ultrapassado com o recurso a tratamentos estéticos como preenchimento com ácido hialurónico, laser, ou peeling mas opções como cremes anti olheiras e uma alimentação rica em vitamina E também são cuidados indispensáveis para manter a saúde da pele. O envelhecimento natural da pele do rosto é também uma causa para o aparecimento de olheiras.

 

Assim, para eliminar as olheiras e tornar o seu rosto mais luminoso e jovem, existe um conjunto de tratamentos que ajuda a manter a pele da região ocular com um aspeto mais saudável.

 

Preenchimento com ácido hialurónico

Quando recorremos a preenchimentos, queremos restituir volume e dar novas formas ao nosso corpo. Entre as zonas mais frequentes do recurso a preenchimentos destaco as olheiras. Deste modo, com um preenchimento pode ver-se livre das olheiras que a perseguem.

 

Falamos de preenchimentos quando recorremos à substância ácido hialurónico. O ácido hialurónico faz parte da nossa constituição e a sua maior concentração está associada à hidratação e firmeza da pele e dos tecidos moles.

 

VEJA TAMBÉM: LIFTING E EXTENSÃO DE PESTANAS: SAIBA COMO POTENCIAR O SEU OLHAR

 

Foi possível, através da investigação científica, fabricar um gel de ácido hialurónico. Graças a este avanço tecnológico é possível, através da alteração e variação da concentração do ácido hialurónico no gel, ter um gel mais fluido e adaptável.

 

Quando realizamos um tratamento de preenchimento podemos dividir o procedimento em várias sessões. A duração destes tratamentos de preenchimentos varia consoante a concentração do ácido hialurónico e pode durar desde 1 a 2 anos.

 

De acordo com a minha experiência, nem sempre as partículas mais duráveis são as indicadas. Um gel mais concentrado dura mais, mas obviamente não deve ser aplicado no sulco dos olhos, que requer uma partícula mais moldável e fluída e que necessariamente dura menos tempo. Trata-se de um tratamento simples e eficaz onde a paciente não fica com qualquer marca associada, podendo voltar à sua atividade física ou laboral 1h depois de realizada a sessão.

 

VEJA TAMBÉM: A BELEZA NÃO TEM IDADE: CONSIGA UM ROSTO MAIS JOVEM AOS 50 ANOS

 

Laser

A luz do laser clareia as olheiras visto que contrai a pele e elimina assim a flacidez. Contudo, para além disso, promove uma remodelação da derme com novas fibras de colagénio mais compactas, o que diminui as rugas e consequentemente as olheiras. Cada sessão dura cerca de 20 minutos e são necessárias, no mínimo, 3 sessões para alcançar resultados satisfatórios.

 

Peeling

O peeling consiste em retirar a camada mais externa da pele, o que promove o crescimento de uma nova camada de pele, mais firme e mais clara. Todos esses agentes são indicados para promover o rejuvenescimento cutâneo. Pode realizar-se 1 a 2 sessões por mês, de acordo com a necessidade.

 

Desta forma, na minha opinião, verifique com o seu médico cirurgião o que será mais adequado ao seu caso, pois somos todos diferentes e cada pessoa tem características próprias como o tipo de pele, a elasticidade da mesma e até a hereditariedade genética e isso terá influência no tipo de tratamento a escolher.

 

Artigo anterior

71 anos de direitos humanos. Conhece os seus direitos?

Próximo artigo

Palácio Nacional da Pena expõe reconstituição inédita da Árvore de Natal de D. Fernando II