Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Lisboa investe mais de 300 mil euros em turismo

Lisboa investe mais de 300 mil euros em turismo

Para além destas iniciativas, acresce a manutenção das sete experiências do programa ‘Stopover’, um projeto que transforma escalas em Lisboa em estadias de 1 a 3 dias. Será feito  um investimento na ordem dos 371.500€

Pinterest Google+

O ano começa com o lançamento de três novos projetos para promover Lisboa: Mapa Cacilhas – Cristo Rei, a presidência de Setúbal no Clube das Mais Belas Baías do Mundo e o projeto Quo Vadis  (Patriarcado de Lisboa), por parte da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL).

 

O Mapa de Cacilhas, a ser lançado em fevereiro, descreve os principais pontos de interesse e destaca as vistas sobre o Tejo e Lisboa. O mapa foi pensado para quem faz o percurso, sobretudo, de forma pedonal. Quanto ao apoio da ERT-RL à presidência de Setúbal do Clube das Mais Belas Baías do Mundo (41 baías de 25 países), esta é uma oportunidade para promover a Região de Lisboa e, em particular, o turismo de natureza. Este apoio concretiza-se na produção de uma edição e de um filme que estão previstos serem lançados ainda no início deste ano.

Veja também: 10 locais para beber cerveja artesanal em Lisboa

 

Por sua vez, o apoio ao projeto Quo Vadis tem o objetivo de melhorar e qualificar a fruição dos bens culturais e artísticos das igrejas e dos patrimónios da Diocese de Lisboa.

 

Este apoio consiste na criação de uma aplicação em duas línguas com os conteúdos do projeto Quo Vadis e na produção de conteúdos para desdobráveis e mono-folhas relativos aos conteúdos históricos, espirituais e culturais de nove igrejas na zona central de Lisboa – São Domingos; São Nicolau; Santa Maria Madalena; Conceição Velha; Santo António; São Cristóvão; Senhora do Socorro; São Miguel e Santo Estevão. Contempla ainda a produção de conteúdos para um conjunto de cinco rotas nos bairros históricos do Chiado, Baixa, Mouraria, Alfama e Castelo.

 

O empreendedorismo não se fica por aqui e a estas iniciativas acresce a manutenção das sete experiências no programa ‘Stopover’. Este programa já tem, até ao momento, a adesão de 30 mil turistas. ‘Stopover’ foi lançado em julho do ano passado e transforma escalas em Lisboa em estadias de 1 a 3 dias. De um modo global, a ERT-RL fará um investimento na ordem dos 371.500€

 

Veja também: Os melhores rooftops de Lisboa

Durante 2017, estão disponíveis um conjunto de experiências (sete, na verdade) na cidade e na região de Lisboa para os turistas aderentes. ‘Lisboa Histórica’ com percurso pedestre pela Baixa Pombalina, Chiado, Bairro Alto, Lisboa Story Centre, bem como uma prova de Ginginha é uma dessas experiências.

 

Há ainda à disposição o percurso pedestre por Alfama e Mouraria, Martim Moniz, Sé de Lisboa e Arco da Rua Augusta – ‘Os velhos Bairros, Lisboa Antiga’ -,  inclui ainda a oferta de um café no Martinho da Arcada; ‘Belém, as Descobertas e os Navegadores’ com passeio de Tuk Tuk e prova do Pastel de Belém; ‘Sintra, Cascais e Cabo da Roca’ que contempla visita ao Mitos e Lendas de Sintra e prova de uma Queijada de Sintra; ‘Observação de golfinhos’ no Estuário do Sado; ‘A cultura do Vinho: visita a uma Adega’ em Azeitão, Bucelas ou Colares, com prova de vinho.

 

Por fim, podem usufruir da experiência ‘Gastronomia e Vinhos’ que, em parceria com as Comissões Vitivinícolas de Lisboa e Península de Setúbal, pode ser acumulada com as seis experiências anteriores. Ver vídeo aqui.

 

Artigo anterior

Educar para o consumo biológico

Próximo artigo

Fãs decidem como vai ser o próximo Monopoly