Home»GLAMOUR»BELEZA»Lipoabdominoplastia: como é a sua recuperação?

Lipoabdominoplastia: como é a sua recuperação?

O seu objetivo é reconstruir a parede abdominal muscular, retirando alguma gordura esteja acumulada e a consequente pele que está a mais, obtendo uma silhueta esteticamente mais definida e equilibrada.

Pinterest Google+

A lipoabdominoplastia é uma das cirurgias que mais realizo no decorrer da minha experiência profissional. Trata-se de uma intervenção de definição corporal que permite reconstruir toda a zona abdominal e ainda redefinir a zona do umbigo.

 

É habitualmente muito solicitada por pessoas, tanto homens como mulheres, que perderam algum volume de peso e ainda por mães que passaram por gravidezes com as normais oscilações corporais. As pacientes chegam ao meu consultório com excesso de pele na zona da barriga, resultando num abdómen flácido, descaído e com pouca forma.

 

O objetivo da lipoabdominoplastia é então reconstruir a parede abdominal muscular, retirando alguma gordura que ainda esteja acumulada e a consequente pele que está a mais, obtendo uma silhueta esteticamente mais definida e equilibrada. O resultado deste tipo de cirurgia é vitalício embora eu recomende sempre aos meus pacientes que mantenham um estilo de vida saudável, com uma alimentação equilibrada e que inclua algum tipo de atividade física.

 

Em consulta tento sempre informar da melhor forma possível os meus pacientes sobre todo o processo por que vão passar. É extremamente importante que o paciente tenha consciência não só da cirurgia que está prestes a realizar como também da sua recuperação. Costumo mesmo afirmar, inclusivamente, que o resultado também depende do pós-operatório.

 

Desta forma, gostaria de reforçar alguns cuidados que os pacientes que realizam uma lipoabdominoplastia devem ter para uma recuperação plena com os melhores resultados possíveis. O primeiro passo é prévio à cirurgia e prende-se com a escolha da data da cirurgia. Relembro que deve encontrar a data mais adequada tendo em conta que é obrigatório o internamento por uma noite e ainda o repouso em casa por mais alguns dias, interrompendo inevitavelmente a sua atividade laboral e a prática de exercício.

 

Faz ainda parte do processo de recuperação a utilização de uma cinta de compressão elástica durante 4 semanas que ajuda a pele, os músculos e os tecidos a manterem-se na posição correta, aliada à realização de drenagens linfáticas manuais ou outras técnicas reafirmantes.

 

Necessitará também de uma rede apoio em casa no pós-operatório pois estará dependente de ajuda nos primeiros dias para realização de rotinas básicas como as de higiene pessoal, por exemplo. Inicialmente deve evitar movimentos bruscos e levantar pesos, mas é importante que não fique totalmente parado e haja alguma movimentação ainda que começando com pequenos passos. A título de exemplo, o levantar da cama deve ser efetuado lentamente até se sentar na cama apoiando-se nos braços; deve fazer um movimento de rotação cauteloso com as pernas descendo então os pés para fora até ao chão, erguendo depois o corpo com a ajuda das mãos. Dado que não poderá conduzir por 2 semanas, é ainda fundamental que seja acompanhado nas consultas pós-cirúrgicas de acompanhamento.

 

Nestas mesmas consultas avaliamos a evolução da recuperação e, se necessário, ajustamos a medicação prescrita previamente para o desconforto que poderá sentir no pós-operatório. O regresso à vida profissional depende muito do tipo de profissão mas, em média, pode voltar ao trabalho ao fim de 2 a 3 semanas após a intervenção e retomar a atividade física moderada ao fim de 4 semanas. O resultado definitivo da abdominoplastia é atingido ao fim de 3 a 6 meses de recuperação.

Artigo anterior

Ronaldo, Cristina e Goucha são os portugueses com mais notoriedade

Próximo artigo

Chega a Portugal o speed dating virtual