Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Lexicocalorímetro, um dispositivo que mede as calorias que consumiu através de um tweet

Lexicocalorímetro, um dispositivo que mede as calorias que consumiu através de um tweet

O Lexicocalorímetro permite quantificar comportamentos relacionados com a  saúde a partir das redes sociais. Se andar a comer muito fast-food e o seu exercício físico é à base de cliques no comando para mudar de canal, este dispositivo vai saber.

Pinterest Google+
PUB

Uma equipa de cientistas inventou um novo instrumento que permite medir as calorias gastas e consumidas em cada publicação feita nas redes sociais, na escrita de um tweet por exemplo.

 

«Esta pode ser uma ferramenta poderosa para a saúde pública», diz Peter Dodds, cientista na Universidade de Vermont, EUA, que conduziu a invenção do dispositivo novo chamado ‘Lexicocalorimeter’, agora pubicada no jornal PLOS One. «É um pouco como ter uma imagem de satélite para saber como as pessoas estão a comer ou a exercitarem-se».

 

Veja também: Erros comuns de quando se tenta perder peso

 
Claqoe que as pessoas não comem realmente tweets, escrevem-nos e o Lexicocalorímetro mede exatamente isso. Reúne dezenas de milhões de posts através de tags relativas a comida (#maçã; #batatasfritas; #gelado; etc) e relativas a exercício físico (#vertelevisão; #ski, #dançar, etc). Estes aglomerados de palavras, baseados em dados sobre o índice calórico típico dos alimentas e das taxas de perda calórica durante a atividade, encontram-se em duas medidas: entrada calórica e saída calórica.

 

A proporção dessas duas medidas começa a apresentar uma imagem que pode ser de interesse não apenas para atletas, mas também para vereadores da câmara, funcionários de saúde pública ou outros interessados ​​em políticas públicas e de autoconsciência coletiva.

 

Veja também: Assistir a jogos de futebol engorda

 
O Lexicocalorímetro está aberto para visitas do público, e a versão atual dá ainda apenas um retrato de cada um dos estados contíguos dos EUA. Por exemplo, o fluxo de tweets no dispositivo sugere que Vermont consome mais calorias, per capita, do que a média geral nos EUA, porque no topo da sua lista de palavras está incluída a palavra ‘bacon’. Em contrapartida, Vermont também gasta mais calorias do que a média, pois o dispositivo indica a publicação de palavras como ‘ski’, ‘corrida’ e ‘snowboard’.

 

O maior objetivo deste grupo de cientistas passa por conseguir fazer com que a deteção seja feita em tempo real ao nível da população e ajudar os especialistas de saúde a fazer recomendações mais bem orientadas.

 

 

Artigo anterior

Comer cereais integrais acelera o metabolismo e aumenta a perda de calorias

Próximo artigo

'IMG' acaba de contratar a primeira modelo com hijab