Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»LEGO Braille Bricks chegam a Portugal em 2021

LEGO Braille Bricks chegam a Portugal em 2021

A primeira vaga das peças LEGO criadas a pensar nas crianças com deficiência visual foram lançadas em sete países, prevendo-se a sua chegada a 20 nos próximos seis meses. A LEGO Foundation e o Grupo LEGO dão início à primeira vaga do programa em parceria com organizações para invisuais, para ajudar as crianças com deficiência visual a desenvolver pensamento crítico, resolução de problemas e colaboração através da brincadeira.

Pinterest Google+
PUB

O Grupo LEGO e a LEGO Foundation anunciaram o lançamento oficial dos Braille Bricks em sete países, nomeadamente na Alemanha, Brasil, Dinamarca, Estados Unidos, França, Noruega e Reino Unido, prevendo-se a sua chegada a 20 países em 2021, incluindo Portugal.

 

O programa foi anunciado como projeto piloto em abril de 2019 em Paris, cidade natal do inventor do Braille, Louis Braille. Desde então o conceito foi testado em várias línguas e contextos culturais e está preparado para ser lançado em seis idiomas diferentes: alemão, dinamarquês, francês, inglês, português e norueguês. Quatro outras línguas serão lançadas nos próximos seis meses, com o objetivo de até 2021 ter as peças disponíveis em 11 línguas e em 20 países.

 

Os LEGO Braille Bricks são uma forma divertida e motivante de ajudar crianças com deficiências visuais a desenvolver o tato e a aprender o sistema Braille. Os tijolos estão moldados de forma a que os encaixes formem letras e números no alfabeto Braille, sendo ao mesmo tempo totalmente compatíveis com o sistema LEGO. Os tijolos têm também letras, números e outros símbolos, para que possam ser usados simultaneamente por outras crianças, colegas e professores, de forma colaborativa e inclusiva.

 

«Com os Braille Bricks, a LEGO Foundation criou uma nova forma de envolver as crianças com deficiências visuais na aprendizagem de leitura e escrita», diz David Clarke, diretor de Serviços no Royal National Institute of Blind People, que trabalhou com a LEGO Foundation para desenvolver e testar os brinquedos no Reino Unido. «Braille é uma ferramenta importante particularmente para os jovens invisuais e estas peças, cuidadosamente desenhadas, permitem às crianças aprender Braille de forma criativa ao mesmo tempo que se relacionam com os seus pares de forma divertida e interativa.»

 

Os Braille Bricks são acompanhados por uma série de ferramentas pedagógicas. Todos os materiais pedagógicos podem ser encontrados em www.LEGObraillebricks.com, uma página dedicada que oferece inspiração para atividades pré-Braille e em Braille, para promover esta aprendizagem. No entanto, a LEGO Foundation planeia também trabalhar diretamente com professores especializados, para continuar a desenvolver o conceito, fazendo-lhes o apelo para que submetam as suas ideias para atividades e dar ainda mais possibilidades a quem visita a página. Esta interação será facilitada através de um grupo de Facebook – LEGO Braille Bricks Community – onde os professores podem partilhar boas práticas, ideias criativas e experiências com os LEGO Braille Bricks.

 

Os LEGO Braille Bricks serão distribuídos gratuitamente em várias instituições selecionadas, escolas e serviços dedicados à educação de crianças com deficiências visuais. A LEGO Foundation vai trabalhar de perto com parceiros oficiais em cada país para gerir a distribuição dos kits, prestar apoio e dar a formação necessária aos educadores.

 

Cada kit contém mais de 300 Braille Bricks, cobrindo o alfabeto completo na língua do país selecionado, números de 0 a 9 e uma série de símbolos matemáticos e sinais de pontuação. Vão estar disponíveis em cinco cores diferentes e incluem também três placas base e um separador de peças.

 

«Estamos muito entusiasmados com esta primeira vaga do programa LEGO Braille Bricks e em levar os primeiros kits às crianças», diz Stine Storm, especialista de Saúde e Brincadeira da LEGO Foundation. «Através dos testes e do programa piloto, recebemos um apoio incrível e um feedback muito positivo da parte das crianças, país, professores e organizações parceiras que experimentaram os LEGO Braille Bricks e viram o seu potencial. As possibilidades de aprender a brincar são enormes e estamos ansiosos para ver como podemos inspirar as crianças nesta viagem que é aprender Braille.»

 

O conceito dos Braille Bricks foi proposto pela primeira vez em 2011 à LEGO Foundation pela Associação Dinamarquesa para a Cegueira e em 2017 pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, sediada no Brasil. Desde então, foi desenvolvida em parceria com várias associações especializadas, na Dinamarca, Brasil, Reino Unido, Noruega, Alemanha, França e Estados Unidos, onde foram conduzidos testes durante quase dois anos. A primeira vaga de LEGO Braille Bricks foi lançada nesses mesmos países e até ao início de 2021 será expandida a outros 13: Austrália, Austria, Bélgica, Canadá, Finlândia, Irlanda, Itália, Nova Zelândia, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça e Holanda.

 

Artigo anterior

Amor pós-pandemia

Próximo artigo

Dia da Sobrecarga da Terra atrasa três semanas e assinala-se a 22 de agosto