Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Lavar a casa com lixívia pode criar poluentes do ar em ambientes fechados

Lavar a casa com lixívia pode criar poluentes do ar em ambientes fechados

Estes poluentes têm sido associados a problemas respiratórios e outros efeitos adversos à saúde, revela uma nova pesquisa divulgada pela American Chemical Society.

Pinterest Google+

Durante gerações, a lixívia tem sido usada para limpar e desinfetar as casas. No entanto, os pesquisadores agora descobriram que os vapores da lixívia, em combinação com a luz e um composto cítrico encontrado em muitos produtos domésticos, podem formar partículas no ar que podem ser prejudiciais quando inaladas por animais ou pessoas. Os resultados foram apresentados pela American Chemical Society, uma organização norte-americana de químicos que apoia a investigação científica na área da química.

 

Segundo a informação divulgada por esta Sociedade, os produtos de limpeza com lixívia emitem compostos contendo cloro, como ácido hipocloroso (HOCl) e gás cloro (Cl2), que podem acumular-se em níveis relativamente altos em ambientes internos pouco ventilados. Esses gases podem reagir com outros produtos químicos comumente encontrados em residências, como o limoneno – um composto com aroma de laranja ou limão adicionado a muitos produtos de cuidados pessoais, produtos de limpeza e purificadores de ar.

 

VEJA TAMBÉM: MALEFÍCIOS DOS PRODUTOS DE LIMPEZA QUE COMPRA PARA A SUA CASA

 

Além disso, a iluminação interna ou a luz do sol através das janelas podem dividir o HOCl e o Cl2 num radical hidroxil e num átomo de cloro, que pode reagir com outros compostos para formar partículas de ar chamadas aerossóis orgânicos secundários (SOAs), explica o comunicado divulgado.

 

Estes poluentes têm sido associados a problemas respiratórios e outros efeitos adversos à saúde. Chen Wang e os seus colegas queriam ver se os vapores de limoneno e lixívia, em concentrações que provavelmente ocorrem em ambientes internos, poderiam reagir para produzir SOAs sob condições de luz e escuridão.

 

VEJA TAMBÉM: ALIMENTOS QUE SÃO FANTÁSTICOS PRODUTOS DE LIMPEZA

 

Os pesquisadores adicionaram limoneno, HOCl e Cl2 ao ar numa câmara ambiental e depois mediram os produtos da reação usando espectrometria de massa. No escuro, o limoneno e o HOCl / Cl2 reagiram rapidamente para produzir uma variedade de compostos voláteis. Quando a equipa acendeu luzes fluorescentes ou expôs a câmara à luz solar, esses compostos voláteis interagiram com os radicais hidroxila gerados pela luz e os átomos de cloro para formar SOAs.

 

Embora a composição e os possíveis efeitos na saúde dessas partículas precisem de ser mais estudados, eles podem representar riscos para as pessoas envolvidas em atividades de limpeza, afirmam os pesquisadores. Pode aceder ao estudo neste link.

 

 

Artigo anterior

Um périplo por cinco países onde se fala português

Próximo artigo

Alimentos ricos em açúcar (que talvez desconheça)