Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Lançado Centro de Conhecimento para a Observação da Terra

Lançado Centro de Conhecimento para a Observação da Terra

Com esta nova unidade a Comissão Europeia pretende reforçar a elaboração de políticas de preservação com base em dados concretos que monitorizam o estado do planeta.

Pinterest Google+
PUB

A Comissão Europeia acaba de lançar o Centro de Conhecimento para a Observação da Terra, com o objetivo de maximizar a utilização de conhecimentos gerados pela observação da Terra, em especial pelo Programa Europeu Copernicus. Os dados congregados permitirão elaborar políticas e execuções mais eficientes, em especial do Pacto Ecológico Europeu e da Agenda Digital, informa a CE em comunicado.

 

O Centro efetuará uma monitorização sistemática das necessidades e prioridades políticas dos produtos e serviços Copernicus, o programa de observação da Terra da EU, e transformará as melhores práticas e a ciência de ponta em serviços especificamente adaptados às políticas.

 

O Centro de Conhecimento visa igualmente assegurar que a evolução do programa Copernicus e de outros investimentos da Comissão em matéria de observação da Terra e de investigação continue a responder às políticas da UE. Veja o vídeo abaixo (em inglês).

 

 

Frans Timmermans, vice-presidente executivo do Pacto Ecológico Europeu, afirma: «A observação da Terra é um instrumento poderoso para monitorizar a saúde do nosso planeta. As crises do clima e da biodiversidade começaram já a alterar a face da Terra. A observação atenta das tendências ambientais e de novos padrões fornecerá os dados necessários para elaborar políticas com base em dados concretos e obter resultados que protejam o nosso planeta, a nossa saúde e os nossos meios de subsistência».

 

A observação da Terra diz respeito à recolha e análise de dados georreferenciados sobre o estado da Terra, medidos à distância por satélites, ou na atmosfera (por aeronaves ou drones) ou por estações de medição em locais específicos.O programa Copernicus fornece informações geoespaciais que podem permitir a realização de objetivos políticos, incentivar a inovação e ajudar a monitorizar a saúde do nosso planeta.

 

Thierry Breton, comissário responsável pelo Mercado Interno, declara: «Os decisores políticos estão cada vez mais conscientes das potencialidades da observação espacial da Terra para apoiar uma melhor tomada de decisões, com base em dados concretos. É o momento oportuno para a criação de uma nova ferramenta específica, o Centro de Conhecimento para a Observação da Terra, que se insere num esforço cada vez mais coordenado para garantir a rápida utilização do Copernicus. Este novo instrumento assegurará que o Copernicus irá fornecer o melhor apoio político e o melhor retorno do investimento possíveis.»

 

 

Artigo anterior

Top 10 dos alimentos altamente calóricos

Próximo artigo

Curiosidades sobre a Ponte 25 de Abril