Home»GLAMOUR»CELEBRIDADES»Kylie Minogue abre processo contra Kylie Jenner

Kylie Minogue abre processo contra Kylie Jenner

Para quem nasceu nos anos 80, o nome Kylie sempre foi sinónimo Kylie Minogue, a cantora pop. Os anos passam e as coisas mudam e, atualmente, este nome tão famoso remete para a irmã mais nome de Kim Kardashian, Kylie Jenner.

Pinterest Google+
PUB

Kylie Minogue deu entrada com um processo contra Kylie Jenner, no dia 22 de fevereiro, devido ao pedido de Jenner, em agosto de 2015, para registar a patente do seu nome ‘Kylie’.

 

Segundo o site ‘Fashion Law’, Jenner já tinha entregado vários pedidos para registar o seu nome no ‘Gabinete de Patentes e Marcas Registadas EUA’, em abril e novembro de 2015. Caso alguém tentasse usar o nome das mesmas categorias de produtos em que está registado o nome – cosméticos e roupa – Jenner poderia entrar com um processo judicial por violação de direitos. No entanto, Minogue contesta apenas o registo do primeiro nome em determinadas categorias.

 

Minogue alega que, na eventualidade do caso ser aprovado, Jenner irá criar uma grande confusão quando a cantora lançar novos produtos ou discos nos Estados Unidos. A empresa que representa Minogue, a ‘KDB’, defende a questão dizendo que a cantora já está no ramo da indústria há mais de 30 anos e a privatização do nome poderá diluir a patente que já está estabelecida.

 

Veja a galeria: Dois palmos e meio de celebridade

 

No pedido de oposição por parte da ‘KDB’, entre muitos argumentos, le-se que Kylie Mongue lançou o seu primeiro disco intitulado ‘KYLIE’ em 1988 e que já ganhou imensos prémios com o avançar da carreira. A empresa realça o facto do site de Minogue ‘www.kylie.com’ ter sido registado em agosto de 1996 e está operacional desde 1998, promovendo uma variedade de bens, serviços e obras de caridade.

 

Kylie é uma sobrevivente do cancro da mama, as suas crises de saúde tornaram-se públicas e o seu ativismo aumentou a investigação e a sensibilização dos seus fãs, produzindo, assim, o chamado ‘Efeito Kylie’.

 

Na verdade, Kylie Jenner não era sequer nascida quando foi  lançado o site de Minogue. A cantora reivindica a posse da marca sobre o seu primeiro nome para fins de entretenimento, gravações musicais e uma série de outros bens como, por exemplo, jóias, material impresso (livros, catálogos, revistas) e até bonecas.

 

Caso o pedido de Minogue seja concedido, as ambições de Jenner, «uma personalidade secundária da reality-tv» como lhe chama a oposição, podem estar comprometidas.

Artigo anterior

Descoberto mecanismo responsável pelo envelhecimento da pele

Próximo artigo

Soluções para não ressonar mais