Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Jovem português com ADN de cinco continentes vence concurso da momondo em Portugal

Jovem português com ADN de cinco continentes vence concurso da momondo em Portugal

A segunda edição do concurso mundial 'The DNA Journey' foi ganha em Portugal por Carlos Sousa, um jovem de 19 anos que vive em Vila Nova de Gaia. Agora, vai poder viajar para alguns dos países que compõem a rota do seu ADN.

Pinterest Google+
PUB

Depois do sucesso mundial da campanha ‘Momondo – The DNA Journey’, em 2016, e do lançamento da segunda edição em abril passado, a momondo anunciou hoje os 18 vencedores dos 18 países participantes, entre os quais Portugal.

 

De Portugal, o jovem Carlos Sousa, de 19 anos, de Vila Nova de Gaia e presentemente a estudar Natureza e Património na Universidade dos Açores, foi o grande vencedor, de um leque de 4.478 participações nacionais e 67.000 mundiais.

 

As expetativas de Carlos eram baixas. Identificava a sua origem a apenas um país – Portugal. Os resultados surpreenderam e revelaram que Carlos é um cidadão do mundo, com uma ancestralidade que remonta aos cinco continentes – 92% Europa, 6% África, 1% Ásia, 1% Oceânia e duas comunidades genéticas da América: Brasil e Cuba e Venezuela. «Sinto-me roubado por ter vivido 19 anos na ignorância. Apercebi-me que cada vez mais as etnias estão todas misturadas e que no futuro é muito possível vir a existir apenas uma, revela o jovem que diz que este resultado já influencia a sua vida.

 

Veja também: Coisas divertidas para fazer sem gastar dinheiro

 

«Desde que vi o primeiro vídeo sobre o ‘DNA Journey’ em inglês que o adorei, mas nunca pensei vir a fazer parte dele. Adoro a iniciativa e estou muito feliz por poder participar neste projeto. Quando fui estudar para os Açores, toda a gente me achou louco, agora que vou dar a volta ao mundo em menos de 80 dias acham-me simplesmente doido, a vida começa uma vez fora da nossa zona de conforto e eu só quero tirar o máximo proveito da minha».

 

Fábio Pereira, responsável da momondo para o mercado nacional refere que «este projeto confirma que as nossas origens são um mistério para muitos de nós. Hoje sabemos o quão diversificadas são as nossas origens e isso contribui para sermos mais tolerantes com os outros. O Carlos descobriu o que não esperava, e irá agora poder viajar para alguns dos países que compõem a rota do seu ADN, conhecer as suas origens e usufruir do que certamente será uma experiência única».

 

A primeira edição do concurso momondo – The DNA Journey levou João Narciso, jovem português de 20 anos, a seis países e Manuel Martínez, mexicano que venceu o concurso global, a 12, um dos quais Portugal.

 

Artigo anterior

Maioria dos pais portugueses prepara os filhos para saberem lidar com dinheiro

Próximo artigo

Como desenvolver um talento em si?