Home»BEM-ESTAR»CORPO»Jornadas de Medicina do Exercício querem sensibilizar profissionais de saúde para a importância do exercício físico

Jornadas de Medicina do Exercício querem sensibilizar profissionais de saúde para a importância do exercício físico

Qual a dose ideal de treino de força para a saúde? Quais as variáveis biomecânicas e de saúde presentes no treino? Como deve ser o exercício físico no pré-parto? Estas são algumas questões que vários profissionais da área da saúde e desporto vão responder neste encontro, a ter lugar no dia 16 de fevereiro, em Lisboa.

Pinterest Google+

Regressam em 2019 as Jornadas de Medicina do Exercício, evento que vai para a sua 2ª edição e que conta uma vez mais com um painel de formadores de renome nacional e internacional. A temática central das comunicações será o “Treino de Força para a Saúde”. Organizadas pela Clínica das Conchas, as jornadas realizar-se-ão no dia 16 de fevereiro, no Instituto Superior de Ciências Educativas (ISCE), em Odivelas.

 

Segundo Rodrigo Ruivo, diretor do Centro de Formação da Clínica das Conchas, «este evento visa sensibilizar os profissionais de saúde para a importância do exercício físico como constituinte transversal nas estratégias de prevenção e tratamento».

 

VEJA TAMBÉM: TECNOLOGIA QUE SE USA, TREINO EM GRUPO E HIIT: AS TENDÊNCIAS DE FITNESS PARA 2019

 

Na edição deste ano, serão abordados vários temas, tais como: Qual a dose ideal de treino de força para a saúde e performance? Variáveis biomecânicas e saúde no treino de força.  Exercício Físico no pré-parto. Treino de força e hipertensão arterial – o que funciona? Treino de força e saúde da coluna cervical – o que funciona? «Pela sua originalidade e pertinência, esta iniciativa teve lotação esgotada na 1ª edição (2018), o que muito nos orgulha, sendo que estamos certos da boa recetividade do programa que apresentamos na 2ª edição», comenta Rodrigo Ruivo.

 

As jornadas contam com a participação de algumas individualidades nacionais e internacionais especialistas em medicina e exercício, tais como o médico António Cartucho (coordenador do Centro de Cirurgia da secção de ombro e cotovelo do Hospital CUF Descobertas), Rita Santos-Rocha (professora coordenadora da Escola Superior de Desporto de Rio Maior) e Alberto Alves (membro integrado do Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano).

 

 

Artigo anterior

Como recuperar o vigor e brilho da pele segundo dermatologistas

Próximo artigo

A sua vida é um corre-corre? Estratégias para ter a casa sempre organizada