Home»GLAMOUR»LUXOS»Jantar de luxo dá oportunidade única de provar 14 vinhos do século XIX

Jantar de luxo dá oportunidade única de provar 14 vinhos do século XIX

Para outubro, está marcado um jantar único no mundo que vai permitir aos felizardos (e endinheirados) fazer uma viagem no tempo e provar vinhos com quase 200 anos. O jantar é de tal forma especial que levou cinco anos a ser organizado.

Pinterest Google+

Provar um conjunto de vinhos do século XIX é algo de único e especial. Uma oportunidade que acontece uma vez na vida e que a 25 de outubro vai acontecer em Hong Kong. Neste jantar, vai ser possível degustar 14 garrafas de vinho, provenientes de diferentes países, que foram engarrafadas nesse século.

 

Nesta prova de vinhos, será possível comprovar que mesmo décadas depois alguns vinhos continuam repletos de sabor e com uma textura bastante agradável. A primeira iniciativa deste género, que é organizada pela Fine Wine Experience, aconteceu em Londres em 2009 e 2010 em parceria com a Christie’s, que manteve por décadas estas garrafas na sua adega.

 

No jantar que vai acontecer em Hong Kong, que demorou cinco anos a ser organizado (algumas das garrafas são lançamentos recentes das ‘ex-adegas’ dos próprios produtores), vai ser possível provar uma carta de vinhos equilibrada e com vários tipos de vinhos (veja carta abaixo).

 

VEJA TAMBÉM: DIAMANTES: PORQUE SÃO AS PEDRAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO?

 

Não bastava estarmos a falar de vinhos com mais de 100 anos, algumas destas garrafas são ainda mais especiais pois foram criadas antes da Filoxera, uma doença que no século XIX atacou inúmeras vinhas. Os vinhos criados antes desta doença eram considerados especiais, de uma qualidade superior, e como nunca mais foram recriados, os vinhos do século XIX têm um lugar especial no coração de todos os amantes de vinho.

 

Com esta experiência vai ser possível experienciar algo antigo e que, em raras exceções, está perdido para sempre. Só que o jantar que vai acontecer no Arbor, que é conhecido pela excelência dos seus vinhos, também vai ter espaço para a culinária. No cardápio, que vai ter a assinatura do chef Eric Raety, haverá uma clara inspiração do século XIX. Isto para que possa sentir realmente que viajou no tempo.

 

A participação neste jantar custa cerca de 12 mil euros por pessoa, mas, a dois meses do evento, já se encontra esgotado. A empresa responsável por este evento pretende num futuro próximo fazer novos jantares do género.

 

VEJA TAMBÉM: ‘MURAKA’, A PRIMEIRA CASA DEBAIXO DE ÁGUA DE UM RESORT VAI NASCER NAS MALDIVAS

 

Vinhos presentes:

1846 – Meursault-Charmes, Bouchard Père et Fils (ex-domaine),

1885 – Montrachet, Bouchard Père et Fils (ex-domaine),

1892 – Beaune-Grèves Vigne de l’Enfant Jesus, Bouchard Père et Fils (ex-domaine),

1865 – Beaune-Grèves Vigne de l’Enfant Jesus, Bouchard Père et Fils (ex-domaine),

1865 – Château Giscours,

1865 – Château Lafite-Rothschild,

1874 – Château Lafite-Rothschild,

1896 – Château Latour,

1892 – Château Latour,

1898 – Blanc Vieux d’Arlay, Jean Bourdy (ex-domaine),

1896 – Château d’Yquem,

1834 – Tokaji Aszú 5 Buttig, “Casa principesca de Bretzenheim”, Berry Bros. & Rudd,

1883 – Essência Tokaji, “O Barão Maillot”, Berry Bros. & Rudd,

1830 – Malmsey, Quinta de Serrado.

Artigo anterior

Venda ambulante: uma viagem ao passado no Alentejo profundo

Próximo artigo

DGS lança manual com receitas à base de conservas de pescado