Home»BEM-ESTAR»SAÚDE»Já sentiu o cérebro a congelar?

Já sentiu o cérebro a congelar?

O ‘congelamento cerebral’ acontece quando ingerimos algo muito gelado que toca em muitas terminações nervosas em simultâneo na parte posterior do palato. Uma neurologista americana alerta para os perigos da ingestão rápida de alimentos ou bebidas geladas.

Pinterest Google+

Estamos no verão, altura de comer gelados e beber granizados ou outras bebidas bem geladas. Seja qual for a sua perdição gelada para os dias mais quentes, ela (especialmente ser for uma bebida) pode ser responsável por lhe proporcionar uma ganglioneuralgia de esfenolopalatina, vulgo ‘cérebro congelado’, alerta uma neurologista americana.

 

De acordo com Stephanie Vertrees, neurologista, especialista em dores de cabeça e professora no Colégio de Medicina Texas A&M, o contacto com frio excessivo desencadeia uma forte dor de cabeça: «Um congelamento cerebral é o que acontece quando os alimentos frios tocam num grande número de nervos na parte de trás do paladar. O gânglio da esfenopalatina (SPG) é um grupo de nervos sensíveis aos alimentos frios e, quando estimulados, transmitem informações que estimulam uma parte do cérebro a ter dor de cabeça».

 

VEJA TAMBÉM: E O MELHOR GELADO PORTUGUÊS É…

 

Este gânglio é o mesmo que é responsável pelas enxaquecas e cefaleias. «Já houve muita pesquisa sobre este grupo de nervos, principalmente para tentar prevenir essas dores de cabeça mais graves e duradouras», explica a especialista. Saber disto pode ajudar as pessoas que sofrem de enxaquecas. «Muitas pessoas vão tentar induzir um congelamento cerebral para tentar quebrar uma enxaqueca. Pode nem sempre funcionar, mas a verdade é que pode aliviar uma enxaqueca», explica.

 

Seja como for, o melhor é evitá-lo. E existem várias formas (óbvias) de evitar um congelamento cerebral, mas menos maneiras de tratar um. «Para evitar o congelamento do cérebro, coma o alimento frio muito mais devagar para «que a sua boca possa aquecer a comida – não inspire», disse Vertrees.

 

VEJA TAMBÉM: GELADOS CASEIROS: COMBATA O CALOR EM CASA

 

Ainda, se for vítima de uma dor de cabeça provocada por um gelado, há um truque que pode fazer para tentar termina-la: se começar a sentir o congelamento do cérebro, pressione a língua contra o céu da boca. O calor da língua irá aquecer os seios por trás do nariz e aquecer o gânglio que causou o congelamento do cérebro, explica a especialista.

 

Artigo anterior

É oficial: dormir horas a mais também tem consequências para a saúde

Próximo artigo

Saiba porque deve usar chinelos com moderação no verão