Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Ingresso do Sol no signo de Carneiro e o novo recomeço

Ingresso do Sol no signo de Carneiro e o novo recomeço

O ingresso do Sol ao signo de Carneiro, no passado dia 20 de março, traz consigo o novo ano astrológico. Com a entrada da primavera no hemisfério norte, onde o dia é igual à noite, e o ponto vernal zero no zodíaco tropical em Carneiro, é o renascer, um novo recomeço.

Pinterest Google+
PUB

Com este posicionamento também podemos dizer que é seu aniversário, onde todos comemoramos uma nova estação e onde a revolução solar faz sua proposta para um ano. Assim este mapa astrológico é uma proposta até à próxima primavera. Então vejamos o que este ingresso em Carneiro nos propõe como um renascer, uma proposta para florescer.

 

Em Portugal Continental ao levantar o mapa do ingresso, encontramos o Sol na casa XI, a casa onde habita Aquário, a esperança, a proteção, o grupo, os amigos, as associações, onde iremos brilhar e fazer com que a nossa autoexpressão se manifeste, local onde sentimos vida, energia.

 

O seu regente Marte está como um passageiro num comboio mesmo atrás de três difíceis passageiros, mas ativa o motorista a avançar. Ora quem conduz estes passageiros é o Sol, que tem mesmo atrás de si Neptuno, Mercúrio e Saturno no seu próprio signo, onde atrás leva Plutão e Júpiter, passageiros inquietos que ora expandem, ora usam o seu poder de autoridade para levar ao condutor a sua ansiedade.

 

Vejamos, este condutor é muito guerreiro e pronto para qualquer “batalha”, mas fica muito inquieto com as alterações neptunianas, que o levam a esquecer a força e capacidade que tem, e Mercúrio, que o leva muitas vezes a pensar em situações que o fazem distrair da sua condução.

 

Lá atrás quatro passageiros estão a fazer muita pressão, sendo que Saturno vai à frente desta pequena multidão, tem muita experiência e muita sabedoria, pode por vezes causar medo, obrigar os passageiros a lidar com alguma travagem, ou até mesmo aceleração, mas sempre para nos obrigar a lidar com a situação, como uma ação kármica, onde a ação/reação é testada ao seu mais alto nível, podendo obrigar muitos a descarrilar, outros a incentivar a continuar, e outros ainda a poderem aprender a contemplar a viagem sem se despistar.

 

A viver os últimos minutos do seu grau em Capricórnio, este velho sábio saturnino precisa de sentir que leva atrás de si estes difíceis passageiros, que apesar de terem a força e determinação para lidar com um possível descarrilamento, também tem a força para se reestruturar e expandir a sua profunda transformação, mas bem lá no oculto da situação não sabe bem como chamar atenção do poder desmedido que pode acontecer com Plutão, esse que possui tanto poder que pode mudar a direção.

 

Esta viagem tem passado por vários túneis dificultando a comunicação, onde encontramos Mercúrio em Peixes muitas vezes divagando e a tentar contemplar a paisagem, que por vezes se torna numa profunda escuridão, mas o regente no seu domicilio procura dissolver a sua dor em cura, a sua fantasia em sonho, a sua escuridão em luz, multiplicando-se em ideias abstratas, em pensamentos e aprendizagens espirituais, como levar a sua arte de vida ao coletivo permitindo que ele receba esta beleza de vida que tanto nos esquecemos que tínhamos, um esquecimento neptuniano que Mercúrio tenta nos relembrar.

Artigo anterior

OMS ensina a criar uma torneira para acesso a água limpa em qualquer lado

Próximo artigo

SPAVC alerta para fatores de risco cerebral e adoção de medidas de prevenção do AVC em casa