Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Ideias para um Natal sustentável

Ideias para um Natal sustentável

Com o Natal a aproximar-se e os preparativos a todo o vapor para a grande noite, não nos podemos esquecer de contribuir para um Natal sustentável e ecológico. Descubra connosco algumas dicas que poderão fazer a diferença em sua casa.

Pinterest Google+

O Natal é uma época extraordinária onde se partilha calma, amor, amizade e união familiar. É uma época onde as crianças correm pelos corredores e sonham com o Pai Natal a descer pela chaminé. Tudo é magia e aconchego. E é por todas estas razões que devemos zelar por uma quadra natalícia mais sustentável, sem plástico e com menos desperdícios em nossas casas.

 

Para além de toda conotação positiva que o Natal possui, é verdade também que gera muito consumo e desperdícios exagerados. Portanto, não devemos e nem podemos ficar indiferentes a esta realidade. Faça a diferença e comece já a adotar práticas criativas e ecológicas!

 

VEJA TAMBÉM: NA SERRA DA ESTRELA MORA A ALDEIA DE NATAL MAIS ECOLÓGICA DO PAÍS

 

Faça embrulhos criativos | sem papel

Não é apenas a comida que é desaproveitada todos os anos. Um dos grandes problemas desta quadra são de facto as quantidades exageradas de papel de embrulho. E no dia seguinte à abertura dos presentes tudo acaba por ir parar ao nosso caixote do lixo sem glamour ou encanto.

 

Por isso, esta é uma dica maravilhosa para reduzirmos a pegada ecológica e ainda desafiarmos a nossa criatividade. Embrulhe os presentes de forma versátil usando tecidos! Ficou surpreendida? Não fique. O furoshiki é usado há mais de 1000 anos pelos japoneses.

 

Pesquise sobre esta arte nos motores de busca da internet ou mesmo no Pinterest e encontrará dicas excelentes para aplicar nos presentes a oferecer! Por outro lado, se tiver jornais antigos em sua casa, aproveite esta altura para lhes dar uma segunda oportunidade. Use-os como papel de embrulho!

 

VEJA TAMBÉM: SABE COMO AQUECER OU ARREFECER A SUA CASA DE FORMA SUSTENTÁVEL?

 

Ofereça cartões-postais | feitos à mão

Ofereça um postal a alguém especial. Quem não gosta de receber um postal cheio de amor, carinho e criatividade? Numa altura em que temos tudo de forma tão acessível, as coisas simples e dadas de coração tornam-se mesmo muito especiais.

 

Dê asas à imaginação, e faça um postal bem bonito com cartolina simples ou de relevo. Em seguida, cole uma imagem inspiradora ou uma fotografia importante. Utilize alguns acessórios, como corda fina ou ervas secas. No final, escreva um pequeno texto a referir o quanto gosta dessa pessoa. Simples e giro, não?

 

Ofereça um presente com vida

Um presente com vida pode ser um animal adotado ou uma simples planta com significado especial. Os seres vivos são sempre uma ideia maravilhosa para tornar uma casa mais animada, feliz e harmoniosa. Mas claro, ofereça apenas se tiver a certeza de que a pessoa irá gostar, querer e ter tempo para cuidar.

 

VEJA TAMBÉM: COMO CONSTRUIR UMA ALIMENTAÇÃO SUSTENTÁVEL

 

Adote uma decoração natural

Na fase de decoração, use as decorações de Natal que já tem e encontre no exterior da sua casa aquilo que faltar. Não compre mais decorações caras e pouco amigas do ambiente. Apanhe algumas pinhas ou ramos com uma constituição fora do vulgar. Com o material natural que que encontrar, gaste tempo em família a decorar a sua casa. Faça arranjos, peças centrais e enfeites.

 

E, se pertence ao grupo de pessoas que guarda rolhas de cortiça das garrafas de vinho, esta é a altura ideal para lhes dar vida. Use-as para fazer pequenas árvores de natal decorativas, por exemplo. Trabalhe mais uma vez a criatividade!

 

Neste Natal procure elementos naturais e artesanais para decorar ou para oferecer a familiares e amigos. Avalie as necessidades de quem vai receber a prenda e tente surpreender de forma simples e calorosa. Gestos e carinhos valem mais do que bens de grande valor.

 

A limitação está na nossa imaginação. Seja sustentável. Feliz Natal.

 

Artigo anterior

Esta é a propriedade de luxo de Ben Affleck e está à venda

Próximo artigo

Estudo: a alegria de dar dura mais do que a alegria de receber