Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»«HPV e Quê?»: roadshow alerta jovens para vírus do cancro do colo do útero

«HPV e Quê?»: roadshow alerta jovens para vírus do cancro do colo do útero

Até fevereiro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro alerta os jovens nas escolas para a importância da vacinação para combater a infeção pelos Vírus do Papiloma Humano. A edição deste ano conta com a colaboração de Waze, artista de hip hop e youtuber.

Pinterest Google+
PUB

Está de volta às escolas o roadshow da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) “HPV e Quê?”, que visa sensibilizar para a prevenção da infeção pelo Vírus do Papiloma Humano (HPV), responsável pelo cancro do colo do útero.

 

A segunda edição nacional desta iniciativa, agora promovida online, abrange novas escolas e dinâmicas de interação com os alunos, adequadas à realidade atual e conta com o Waze, o artista de hip-hop e conhecido youtuber, embaixador da LPCC nesta iniciativa, que dará cinco concertos online. Depois das escolas do Norte e Centro do país receberem este roadshow virtual, em dezembro, a iniciativa terá continuidade na região Sul, e em janeiro e fevereiro a ação visita as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

 

Em tempo de pandemia, todas as ações desta iniciativa migram necessariamente para o online, pelo que a informação, explicações e esclarecimentos dos profissionais de saúde serão sempre transmitidos via videoconferência para as diferentes escolas. O mesmo acontece com as ações lúdicas deste roadshow, nomeadamente, um quizz via Kahoot.

 

VEJA TAMBÉM: HPV: UM SUPERVILÃO POSSÍVEL DE COMBATER?

 

HPV é o vírus sexualmente transmissível mais frequente

O HPV, ou Vírus do Papiloma Humano, é o vírus sexualmente transmissível mais frequente. O cancro do colo do útero, o segundo mais frequente nas mulheres, é a doença mais relevante associada à infeção por HPV. Através da vacinação, é possível prevenir várias doenças e cancros associados à infeção por HPV. Por isso, disponibilizar informação científica, atual e validada, é um aspeto da maior relevância.

 

Na população sexualmente ativa, estima-se que 75 a 80% das mulheres e homens sexualmente ativos sejam infetados pelo HPV em determinado momento da sua vida. Na maioria dos casos, a infeção provocada pelo HPV desaparece espontaneamente ao fim de 1 a 2 anos. Nos casos em que o HPV não é eliminado, a infeção pode progredir para doença.

 

Em 2008 a vacinação contra o HPV foi incluída no Programa Nacional de Vacinação (PNV). Atualmente, qualquer rapariga até aos 17 anos de idade que ainda não tenha sido vacinada pode beneficiar da vacinação gratuita, bastando dirigir-se ao Centro de Saúde/USF da sua área de residência. Por sua vez, os rapazes nascidos a partir de 2009 também podem fazer a vacina gratuitamente, no Programa Nacional de Vacinação (PNV), a partir de outubro de 2020.

 

 

 

Artigo anterior

Zero Desperdício lança App que combate desperdício têxtil em Portugal

Próximo artigo

40% das pessoas infetadas com COVID-19 podem não ser detetadas através de testes rápidos de antigénio