Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Holanda expõe ‘selfies’ do século XVII

Holanda expõe ‘selfies’ do século XVII

Não, o conceito de ‘selfie’ não é novo. Assim o quer demonstrar o museu Mauritshuis, em Haia, com a exposição “Dutch Self-Portraits - Selfies from the Golden Age”. Afinal, o autorretrato foi um formato muito popular entre os pintores holandeses da época.

Pinterest Google+

O museu Mauritshuis, em Haia, quer mostrar que o popular conceito de ‘selfie’ não é novo e foi até bastante utilizado pelos pintores da época de ouro da pintura holandesa, no século XVII.

Em jeito de brincadeira, o museu intitulou a exposição de “Dutch Self-Portraits – Selfies from the Golden Age”, “Autorretratos holandeses – Selfies da Idade de Ouro”, traduzido à letra. A mostra reúne autorretratos de grandes mestres como Rembrandt, Jan Steen, Carel Fabritius e Gerrit Dou, e vai estar patente de 8 de outubro a 3 de janeiro de 2016.

Segundo informa o museu, «muitos pintores holandeses do século XVII fizeram autorretratos, muito mais do que em qualquer outro país. Alguns pintores como Rembrandt, por exemplo, eram verdadeiros especialistas, enquanto outros só deixaram um ou outro autorretrato».

Ao todo, 27 pinturas mostram vários tipos de autorretratos, sejam sozinhos, em família, a desempenhar um papel, num determinado cenário, etc..

«Graças ao fenómeno das ‘selfies’, o conceito de autorretrato é atualmente um tema muito popular. ‘Selfies’ são muito fáceis de fazer, em qualquer local e momento do dia. No século XVII, isso, claro, era inimaginável. A única técnica era através de desenho ou pintura. Para isso, era necessário um longo período de treino e excelentes habilidades técnicas. Esta exposição explica as escolhas que fizeram em termos de expressão facial, postura, roupas, penteado, atributos e fundo. As diferenças entre então e agora são significativas. Mas uma coisa permaneceu inalterada: o facto de que os criadores de um autorretrato escolhem como se querem apresentar», remata o museu em comunicado.

Artigo anterior

De bicicleta por Lisboa

Próximo artigo

Os maiores consumidores de chocolate são… os suíços