Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Há 60 mil espécies de árvores no mundo

Há 60 mil espécies de árvores no mundo

Dados recolhidos a nível mundial durante séculos foram agora digitalizados e indicam que o Brasil é o país que acolhe o maior número de espécies, e que mais de metade das espécies foram encontradas em apenas um país.

Pinterest Google+

No mundo, existem exatamente 60,065 espécies de árvores. Pelo menos são as conhecidas até à data segundo a organização Botanical Gardens Conservation International (BGCI), que representa cerca de 500 jardins botânicos de 100 países do mundo.

 

O BGCI compilou a lista de árvores com base em dados recolhidos junto dos seus 500 membros a nível global, com o objetivo de identificar espécies raras e ameaçadas e que necessitem de ação imediata para evitar a sua extinção.

 

Veja também: Os bonsais também podem ir de férias

 

A recolha de dados revelou que o Brasil é o país que acolhe o maior número de espécies, designadamente 8715 variedades. Fora as regiões polares que não têm árvores, a zona menos rica em espécies de árvores é o Norte da América, próxima do Ártico, que regista 1400 espécies.

 

Outro fator que emerge desta pesquisa é o facto de mais de metade das espécies (58%) terem sido encontradas em apenas um país, sugerindo que são muito vulneráveis à ação humana, desflorestação e eventos climatéricos regionais.

 

Veja também: Já abraçou uma árvore hoje? conheça os benefícios para o seu bem-estar

 

À BBC, o secretário-geral do BGCI, Paul Smith, disse que não tinha sido até agora possível estimar com rigor o número de árvores existentes no mundo porque os dados só agora foram digitalizados. «Estamos numa posição única porque temos 500 instituições botânicas como membros. A digitalização destes dados é na realidade o resultado da acumulação de séculos de trabalho», disse à televisão britânica.

 

O especialista diz que a lista não ficará estática pois todos os anos são adicionadas novas descobertas.

 

Artigo anterior

Tarte de chocolate vegan

Próximo artigo

Iate de J.K. Rowling (que já foi de Johnny Depp) está à venda por 18 milhões de euros