Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Guia prático para deixar de fumar: os 10 passos

Guia prático para deixar de fumar: os 10 passos

Deixar de fumar pode ser desafiante e muito difícil, devido aos sintomas físicos e psicológicos induzida pela nicotina. Prepare-se para esta árdua tarefa e siga 10 passos para deixar de fumar.

Pinterest Google+
PUB

Habitualmente parar de fumar provoca síndrome de abstinência, que se caracteriza por sensação de mal-estar, irritabilidade e momentos de forte desejo de voltar a fumar. A maioria das pessoas que para de fumar sem preparação ou apoio acaba por recair ao fim de algum tempo.

 

SIGA 10 PASSOS PARA TER SUCESSO A DEIXAR DE FUMAR

  1. FAÇA UMA LISTA DAS RAZÕES PELAS QUAIS QUER DEIXAR DE FUMAR.

Escreva e guarde essa lista. Releia-a no futuro sempre que tiver vontade de voltar a fumar.

 

  1. CONHEÇA OS SEUS HÁBITOS DE TABACO.

Quantos cigarros fuma por dia? Em que circunstâncias fuma sempre um cigarro? Escreva num quadro quais as situações sociais ou pessoais do dia a dia que despertam a sua vontade de fumar. Por exemplo: quando bebo café / quando conduzo / quando bebo álcool / quando discuto com alguém / quando vou a um café / quando sinto o cheiro do tabaco, etc.

 

Quando tiver deixado de fumar, estes são os momentos em que vai sentir mais vontade de voltar a fumar. É importante estar preparado e ter um plano para contornar essa vontade.

 

VEJA TAMBÉM: TEM A CERTEZA DE QUE QUER CONTINUAR A FUMAR?

 

  1. CALCULE QUANTO VAI POUPAR SE DEIXAR DE FUMAR

Multiplique o que gasta em tabaco por dia por 365. Por exemplo, se gastar 4 euros por dia em tabaco: 1460 euros por ano!

 

  1. FIXE UMA DATA PARA DEIXAR DE FUMAR

O dia em que deixar de fumar será chamado “Dia D”. Escolha o dia D num prazo de uma ou duas semanas, para ter tempo para se preparar. Evite escolher um dia em que possa ter algum tipo de stresse adicional. Informe a sua família, amigos e colegas que vai deixar de fumar.

 

Se a decisão de deixar de fumar lhe provoca ansiedade ou se já tentou parar e não conseguiu, fale com o seu médico ou marque uma consulta de cessação tabágica. Nesta consulta será avaliado o seu grau de dependência, a sua motivação e as vantagens de fazer medicação anti-tabágica.

 

  1. TREINE AS ESTRATÉGIAS PARA LIDAR COM O DESEJO DE VOLTAR A FUMAR.

Quando tiver vontade de fumar, tente atrasar essa tarefa. Lembre-se que estes momentos duram apenas alguns minutos e depois o desejo passa. Beba um copo de água. Conte até 10 lentamente, fazendo inspirações profundas. Distraia a mente com alguma outra atividade: telefone a alguém, mude de tarefa, mastigue uma pastilha sem açúcar ou um snack saudável.

 

  1. O DIA D PRIMEIRO DIA SEM TABACO.

Não volte a fumar, nem um único cigarro. Deite fora todo o tabaco que ainda possa ter e elimine do seu ambiente isqueiros, cinzeiros e outros objetos relacionados com o hábito de fumar. A partir desse dia, evite estar a pensar que nunca mais vai voltar a fumar… foque-se antes nas vantagens de não fumar! Releia a sua lista de razões para deixar de fumar

 

  1. EVITE OS MOMENTOS OU CIRCUNSTÂNCIAS EM QUE HABITUALMENTE FUMAVA UM CIGARRO.

Tenha atenção às situações que enumerou no ponto 2. Peça aos seus amigos para que não fumem perto de si. Escolha ambientes livres de fumo. Mude de hábitos associados ao tabaco. Aprenda a recusar tabaco se alguém lhe oferecer. Responda: “eu não fumo!”. Não se deixe tentar pela ideia de que “vai ser só um”. Este pensamento está na origem de muitas recaídas.

  1. NÃO SUBSTITUA O TABACO POR COMIDA.

Parar de fumar pode aumentar o apetite nas primeiras semanas. Compense essa tendência com uma alimentação saudável, equilibrada e fracionada ao longo do dia. Evite alimentos muito calóricos, ricos em gorduras, sal e açúcar. Evite beber álcool. A água é a melhor bebida!

 

Se necessário, procure um médico ou um nutricionista para se aconselhar sobre alimentação saudável, erros que cometa na sua alimentação e alternativas pouco calóricas para ter à mão quando tiver vontade de fumar (por exemplo, palitos de cenoura crua, pipocas sem adição de açúcar e sal, cereais integrais, etc).

 

  1. AUMENTE O SEU NÍVEL DIÁRIO DE ATIVIDADE FÍSICA

Ande mais a pé ao longo do dia. Se possível, inscreva-se num ginásio ou num desporto coletivo. Pense numa atividade física que gostasse de experimentar! Também pode desafiar a sua família ou amigos a praticarem desporto consigo.

 

  1. GUARDE NUM LOCAL VISÍVEL TODO O DINHEIRO QUE ESTÁ A POUPAR AO DEIXAR O TABACO.

Use esse dinheiro para comprar algo que lhe possa dar muito prazer sem destruir a sua saúde. Você merece!

 

PARABÉNS, ACABA DE VENCER! CELEBRE O SEU SUCESSO!

 

E SE RECAIR?

O processo de mudança inclui avanços e recuos. A recaída não é um insucesso, mas uma etapa prevista no processo de parar de fumar. Pense nas circunstâncias que o fizeram voltar a fumar, aprenda com a experiência, reflita sobre a sua dificuldade, prepare-se e volte a tentar.

 

Já não cometerá o mesmo erro. Quantas mais vezes tentar parar, mesmo que a seguir recaia, maior a probabilidade de conseguir abandonar definitivamente o tabaco.

 

 

Artigo anterior

Os castelos mais assombrados da Europa e os seus famosos fantasmas

Próximo artigo

O cancro da mama e a reconstrução mamária