Home»VIDA»DIREITOS HUMANOS»Governo reitera esforço para acolher mais refugiados em Portugal

Governo reitera esforço para acolher mais refugiados em Portugal

Compromisso foi assumido pela ministra de Estado e da Presidência junto do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, de visita a Portugal. O paía acolheu mais de 2600 pessoas desde o final de 2015.

Pinterest Google+

A Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, reiterou junto do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, de visita a Portugal, o compromisso do Governo de continuar a participar ativamente no esforço de acolhimento de refugiados e beneficiários de proteção internacional.

 

Numa visita ao Centro Nacional de Apoio à Integração de Migrantes de Lisboa, que teve lugar a 12 de janeiro, a ministra disse considerar este contributo como muito positivo para o equilíbrio demográfico e o desenvolvimento económico do País.

 

Por essa razão, informa o Governo em comunicado, o acolhimento e a integração de pessoas refugiadas têm sido uma prioridade do Governo, num esforço contínuo que envolve Estado central, autarquias locais e entidades da sociedade civil.

 

VEJA TAMBÉM: PORTUGAL VAI REALIZAR CONFERÊNCIA SOBRE VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES DURANTE A PRESIDÊNCIA PORTUGUESA DO CONSELHO DA UE

 

Portugal tem também tido uma posição de destaque na Europa, através do apoio às propostas da Comissão Europeia de construção de uma política europeia de asilo comum, assente nos princípios da responsabilidade e solidariedade, no respeito pela dignidade humana e no combate ao tráfico de seres humanos.

 

Desde finais de 2015, Portugal tem assumido uma participação ativa e humanista no esforço europeu de acolhimento de refugiados, tendo acolhido até ao momento mais de 2600 pessoas, através dos diferentes programas de apoio da União Europeia.

 

No âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, também serão promovidas reuniões informais, a nível técnico e político, sobre as políticas de integração na União. Nesta reunião esteve presente Mariana Vieira da Silva, Filippo Grandi e ainda a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira.

 

Artigo anterior

Esporão do calcanhar: fatores de risco e tratamento

Próximo artigo

Aquecedor a óleo pode custar oito euros por dia em eletricidade, alerta associação ZERO