Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»Fórmula integrada para perder a famosa barriguinha

Fórmula integrada para perder a famosa barriguinha

Para além de inestética, uma barriga volumosa está associada a um risco elevado de diabetes e de doenças cardiovasculares, aumento da pressão arterial e elevadas taxas de colesterol e triglicéridos – o que não é nada saudável para o organismo.

Pinterest Google+
PUB

 

– Mastigue devagar os alimentos – As pessoas que comem rápido demais acabam por engolir algum ar junto com os alimentos, prejudicando o processo de digestão. Além disso, o cérebro não recebe os sinais ou os estímulos provenientes dos neurotransmissores que nos indicam saciedade. Se esses estímulos não são sentidos as pessoas acabam por comer mais do que deviam.

 

– Evite os alimentos que podem fermentar no intestino – entre eles temos: refrigerantes, feijão, fritos, pão integral, alguns tipos de queijo, conservas de carnes, produtos de charcutaria e salsicharia e outros.

 

– Evite alimentos e refeições com muita gordura – uma elevada ingestão de gorduras dificulta o processo de digestão, tornando-a mais lenta, e assim, os alimentos gordos acabam por permanecer mais tempo no trato gastrointestinal favorecendo o aumento do volume da barriga.

 

– Evite o consumo excessivo de sal, exemplos – pães e bolos com adição de bicarbonato de sódio, de sal ou de misturas comerciais contendo cloreto de sódio; cereais enriquecidos; cereais secos; bolachas salgadas e do tipo cream-cracker; pipocas com sal; pickles; batatas fritas; produtos de charcutaria e salsicharia (chouriço, salpicão, fiambre, enchidos, galantinas, salsichas frescas, paio, presunto cru, mortadela, …).

 

VEJA TAMBÉM: AFINAL O SUSHI É OU NÃO SAUDÁVEL?

 

– Aumente a ingestão de alimentos diuréticos – salsa, coentros, beringela e endívias, alho, limão, noz-moscada, cebola, salsa, hortelã; abacaxi ou ananás, melancia, maracujá e diversos chás para o efeito, em especial, chá de salsa, de dente de leão, de cavalinha, chá verde e outros.

 

– Atenção ao leite – Se estiver com gases, experimente retirar o leite da sua alimentação. Muitas pessoas têm intolerância à lactose – o açúcar do leite.
– Atenção a alguns adoçantes – determinados adoçantes têm na sua constituição sorbitol que fermenta no organismo provocando gases. Algumas frutas secas como as passas de uva, damascos, figos e principalmente as ameixas secas possuem na sua composição este tipo de substância.

 

– Beber bastante água – para além de diminuir a acumulação de líquidos no organismo, ajuda no bom funcionamento do intestino. Por isso, é essencial ingerir pelo menos 2,0 litros por dia. Mas evite os líquidos durante as refeições (os líquidos dilatam o estômago e favorecem um aumento do apetite).

 

– Deve preparar refeições mais leves e de fácil confecção e digestão para a hora do jantar. Ao longo do dia, o nosso metabolismo vai ficando mais lento, assim, comendo uma refeição mais leve faz-se uma digestão mais rápida e preparamos o nosso organismo para um sono reparador e tranquilo. Evite o excesso de gorduras e de hidratos de carbono nesta refeição.

 

Para tirar dúvidas e seguir uma dieta personalizada consulte um profissional qualificado.

Artigo anterior

Conheça o significado dos vários símbolos dos Santos Populares

Próximo artigo

As melhores raízes que pode comer