Home»FOTOS»Festival dos Canais regressa hoje a Aveiro com mais de 200 espetáculos

Festival dos Canais regressa hoje a Aveiro com mais de 200 espetáculos

Durante cinco dias, artistas de 13 países animam os canais urbanos da ria de Aveiro. Teatro e artes de rua, instalações artísticas, concertos, performances, workshops e atividades desportivas estão entre as iniciativas previstas. O festival insere-se no processo de candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura.

Pinterest Google+

Aquela companhia terá ainda no Festival uma instalação-percurso alusiva ao tema do mar, recorrendo a esculturas flutuantes de grandes dimensões, através das quais transformam a paisagem de locais icónicos da cidade, convidando o público a reinterpretar e a reimaginar os ambientes quotidianos de Aveiro. A par desta instalação “aérea,” que se inicia na Praça do Peixe até ao Mercado Manuel Firmino, a programação inclui ainda uma ópera cooperativa – a ser interpretada pela La Cantatrice, através de uma escultura de grandes proporções -, e fruto do trabalho desenvolvido na edição de 2017 com o Coral São Pedro de Aradas, Coral de Vera Cruz, Coral Polifónico de Aveiro, Coro do Conservatório de Música de Aveiro e dos artistas Hugo Branco, Foque, e Uhxalá.

 

Nos espetáculos de rua destaque para o Su-Seso Taladro, um espetáculo de origem cipriota premiado, admirado e aclamado em todo o mundo, que parte do tráfego urbano para uma intervenção requintada de improvisação e provocação, e para os Malaxe, uma performance de grande impacto visual que tece uma espécie de estendal comunitário. Adam Read, que foi um dos principais palhaços do Cirque du Soleil, é também um dos convidados especiais desta edição que protagonizará a performance “The Tower”, em que um palhaço solitário procura fugir a um destino e constrói uma nova realidade.

 

VEJA TAMBÉM: TURISMO RURAL A NÃO PERDER EM PORTUGAL

 

Pensado para todas as idades, o Festival dos Canais apresenta, no entanto, muitas ações direcionadas para o público infantil e familiar, convidando-os a explorar, manipular, criar, intervir e participar de forma ativa. Há um “Jardim das Brincadeiras”, entre a 10 e as 18 horas, onde decorrem diariamente oficinas, atividades e jogo e um espaço de picnic, e paradas de mimos que transformam as ruas num palco itinerante de artes circenses.

 

O evento conta ainda com uma Sala de Estar, instalada na Praça da República com animação diária, e uma Funky Beach, um espaço relaxado e tropical, com palmeiras, espreguiçadeiras e coktails variados, que contará com música variada assinada por diferentes Dj’s.

 

Artigo anterior

Os melhores diuréticos naturais segundo os nutricionistas

Próximo artigo

Óbidos regressa ao mundo medieval