Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Festival de cerveja artesanal regressa a Caminha

Festival de cerveja artesanal regressa a Caminha

Entre 14 e 17 de julho, o Artbeerfest regressa para por à prova mais de 300 tipos e cervejas diferentes.

Pinterest Google+
PUB

Está de regresso aquele que é um dos mais consagrados festivais em toda a Europa e Caminha volta a assumir-se como “Meca” da cerveja artesanal.

 

Entre 14 e 17 de julho, e mais forte do que nunca, o ARTBEERFST volta à foz do rio Minho, à “bela marinheira”, nome pelo qual é conhecida a vila de Caminha entre os seus amantes

 

Aquele que nasceu como grande pioneiro dos festivais do género e que, por mérito próprio, mudou o paradigma do panorama cervejeiro nacional, regressa numa edição renovada, reforçada, e com muitas surpresas… e com a promessa renovada de voltar a encher as ruas e praças do centro histórico e o coração dos milhares de visitantes.

 

VEJA TAMBÉM: OS BENEFÍCIOS DE BEBER CERVEJA: 10 FACTOS COMPROVADOS PELA CIÊNCIA

 

A organização – a cargo da OG&ASSOCIADOS em colaboração com o Município de Caminha – apresenta um cartaz artístico e lúdico construído de forma cirúrgica para maximizar o interesse e o impacto do festival.

 

A ambição assumida passa por continuar a consolidar o ARTBEERFEST enquanto uma das mais destacadas e mobilizadoras marcas do concelho.

 

SOBRE AS CERVEJAS

Ao todo, são 45 cervejeiras: 24 nacionais e 21 internacionais, com mais de 300 novidades em estilos e cervejas diferenciadas. Aos cervejeiros portugueses, Dois Corvos, Letra, Barona, Rima, Ophiussa, Burguesa, juntam-se cervejeiras de Espanha, França, Itália, Inglaterra, Irlanda, Dinamarca, Alemanha, Finlândia, Letónia, Suíça, Sérvia, Croácia e da longínqua Argentina – uma das estrelas e surpresas desta edição com a estreia em Portugal da Juguetes Perdidos, a mais conceituada cervejeira as pessoas da América do Sul.

 

Um festim para os palatos mais apurados e “geeks”, mas também uma grande oportunidade para maior e cada vez mais abrangente público que se interessa por seguir as últimas tendências do mundo da produção cervejeira.

 

Entre os destaques está claramente a irlandesa Wicklow Wolf, que tem como alguns dos principais acionista e proprietários os músicos Bono e The Edge da banda U2 ou Hozier, com as famosas Irish Red Ale; ou as inovadoras e “trendy” cervejas bálticas da Hopalaa da Letónia ou da Finlandesa Coolhead, estas últimas nos estilos ácidos e sour.

Dos balcãs chegam propostas da Dogma, de Belgrado ou da The Garden, de Zagreb, uma região da Europa que começa a dar cartas na paisagem global da cerveja; uma palavra também para as famosas e clássicas alemãs com um “twist” de modernidade da Fraugruber, Schneeeule e Buddelship. E, claro, uma referência obrigatória para uma cerveja “da casa”, a dinamarquesa Mikkeller, com o seu titan Mikkel Borg Bjergsø, o mais mediático cervejeiro do mundo.

 

Esta edição do festival surge num momento de boas produções – pós-covid – e enorme sentido inovador e resiliente de uma indústria artesanal que não para de crescer e evoluir, nos estilos e nas formas. Disso são exemplos a Inglesa Wild Card Brewery, fundada por Jaega Wise, “celebrity” apresentadora do programa televisivo “BBC Food Programme” e do concurso mediático “The Beer Master”, uma mulher cervejeira com enorme destaque na prolífera cena cervejeira inglesa da atualidade.

 

PROGRAMAÇÃO PARALELA

Mas não é só cerveja que se leva do ARTBEERFEST Caminha. A programação musical dá o tom aos quatro dias de muita animação. Desta vez, a Caminha vêm Fogo Fogo, Farra Fanfarra, The Wolf, Rui Trintaeum, A Boy Named Sue, Rita Lumiére, Mok Groove e Rodrigo da Matta.

 

E estes voltam a ter o seu apogeu à meia-noite de sábado para domingo, com a aguardada Passagem de Ano ARTBEERFEST.

 

Outra das atrações é a corrida Mikkeller World Run, agora na sua 5ª edição. A corrida e caminhada de 10km onde os atletas se podem hidratar com uma cerveja e que tem a sua partida e chegada na praça dos cervejeiros. Finalmente, estarão presentes bares e cafetaria local e uma frota de pequenos veículos de comida de rua.

Artigo anterior

Antes de sair... prepare a sua casa para as férias

Próximo artigo

Naturopatia: conheça os benefícios da medicina natural para a sua saúde