Home»FOTOS»Festival de Arte Urbana de Lisboa está de volta

Festival de Arte Urbana de Lisboa está de volta

Entre 23 e 26 de maio, 30 artistas de diversas nacionalidades mostram a sua criatividade em intervenções artísticas que vão ficar na freguesia do Lumiar. O objetivo é recuperar espaços e tornar este roteiro de street art motivo de atracão para visitantes nacionais e internacionais.

Pinterest Google+

O Festival MURO | Festival de Arte Urbana de Lisboa decorre entre 23 e 26 de maio na freguesia do Lumiar. Depois do Bairro Padre Cruz (2016) e Marvila (2017), o maior festival de arte urbana da cidade desloca-se para norte e deixará intervenções artísticas na zona compreendida entre a Estrada da Torre, o Bairro da Cruz Vermelha e a Rua José Cardoso Pires.

 

Organizado pela Galeria de Arte Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, o Festival MURO prossegue, nesta edição, a sua missão de descentralização da oferta cultural e artística, atuando num território com cerca de 28 mil habitantes.

 

VEJA TAMBÉM: UMA TAPA E UMA CERVEJA PARA SABOREAR EM 202 RESTAURANTES DO PAÍS

 

O tema do MURO 2019 é a música e a escolha prende-se com a toponímia da zona de intervenção, onde estão presentes muitos nomes de cantores, compositores e instrumentistas, existindo inclusive uma Alameda da Música. Veja na galeria acima algumas imagens work in progress dos trabalhos que estão a ser realizados.

 

A regeneração e valorização do espaço público e a sua apropriação por parte da população residente são a base das ações programadas para o Festival onde se incluem, para além das intervenções artísticas, visitas guiadas, workshops de arte urbana, conferências, espetáculos de música, teatro, artes per formativas e animação de rua.

 

VEJA TAMBÉM: FESTIVAL IMAGINÁRIO JUNTA FAMÍLIAS, ARTE E NATUREZA EM SINTRA

As intervenções artísticas, distribuídas por empenas, muros e paredes num total de cerca de 7.000 m2, estão a cargo de 30 artistas de diversas nacionalidades entre os quais se contam Costah (PT), Flix (VEN), Fulviet (ITA), Glam (PT), Miguel Brum (PT), Mosaik (PT), Muzai (BR), MynameisnotSEM (PT), NSN997 (ESP/ ITA), Ozearv (PT), Pantónio (PT), Peeta (ITA), RAF (PT), Regg (PT), Samina (PT), San Spiga (ARG), Tamara Alves (PT), Third (PT), Tu fer (PT), Utopia (PT) e na fotografia a Agência Calipo (PT, LUX, AUS).

 

À semelhança das edições anteriores, espera-se que o roteiro de street art gerado seja motivo de atracão de visitantes nacionais e internacionais.  O MURO conta, nesta edição, com a parceria da Junta de Freguesia do Lumiar, da Gebalis e de várias associações locais.

Artigo anterior

De manhã à noite: os alimentos amigos do seu coração

Próximo artigo

Limpeza da língua: redescobrir o paladar com a ayurveda