Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Feno grego: sabor e versatilidade terapêutica na Ayurveda

Feno grego: sabor e versatilidade terapêutica na Ayurveda

É analgésico, antisséptico, anti-inflamatório, emoliente, expetorante, reconstituinte, tónico e calmante. E estas são apenas algumas das suas propriedades. Descubra mais sobre esta especiaria culinária e planta medicinal.

Pinterest Google+
PUB

O feno grego é parte integrante da Ayurveda. É conhecido como methika em sânscrito e methi em hindi, também conhecido como alforva, nome de origem árabe. O feno-grego é uma especiaria culinária muito popular, agente aromatizante e planta medicinal. É uma erva semelhante ao trevo, nativa da região do Mediterrâneo, sul da Europa e oeste da Ásia (Índia e China), África, Austrália e América do Norte e do Sul. Existem várias espécies disponíveis em todo o mundo. As sementes são usadas na culinária, na preparação de medicamentos ou na ocultação do sabor de outros medicamentos. As folhas de feno-grego são consumidas na Índia como um vegetal.

 

Descrição botânica do feno-grego

Nome botânico: Trigonella foenum

Família Botânica: Leguminosae

Sinónimos em sânscrito: Methika ou methi: É útil na cura da javara (febre) do Vata e do Kapha, portanto, é chamado methika ou methi.

Bodhini: É chamado bodhini porque estimula o apetite e ajuda na digestão.

Peet beeja: A cor das suas sementes (beeja) é amarela (peet).

Rasa ou sabor: Katu ou picante

Guna ou qualidades: Laghu ou leve, snigdha ou oleoso

Virya ou potência: Ushna ou quente

Conversão de vipaka ou sabor após digestão: Katu ou picante

Efeito no dosha: É Vata shamak, ou seja, pacifica o Vata agravado devido à sua ushna virya e snigdha guna.

Partes utilizadas: Sementes e plantas inteiras.

 

O feno-grego é uma planta anual herbácea, autopolinizante, que pode atingir uma altura de 20 a 130 cm. Começa por ter uma raiz principal crescendo depois um grande número de raízes secundárias. O caule da planta de feno-grego é ereto, ramificado, verde, liso e herbáceo, e pode ter uma única unidade ou ser ramificado na base. As folhas da planta são de verde a roxo, pequenas e trifoliam-se com folhetos ovais. As folhas são. A flor do feno-grego é solitária e branca pálida ou de cor arroxeada. Possui uma vagem amarela reta ou ocasionalmente curva que contém as sementes. Uma única cápsula contém entre 10 a 20 sementes.

 

As sementes são pequenas, lisas e castanhas e cada semente é dividida em dois lobos. O feno-grego pode ser facilmente cultivado em casa, num jardim ou num vaso. De acordo com Dravyaguna Vijnana, existem duas variedades – grandes e pequenas. A variedade pequena é consumida como um vegetal de folhas, enquanto a variedade  grande é usada como forragem.

 

O feno-grego é fonte de vitaminas, especialmente vitaminas A, C e vitaminas do complexo B. Também contém minerais como cálcio e ferro. Os principais componentes químicos do feno grego são fibras, flavonóides, polissacarídeos, saponinas, óleos fixos e alguns alcalóides conhecidos. As sementes maduras contêm principalmente aminoácidos, ácidos gordos, vitaminas, saponinas e grandes quantidades de ácido fólico (84 mg / 100g). As sementes de endosperma são ricas em galactomanano. As sementes mais jovens contêm principalmente hidratos de carbono. O feno-grego contém fibras como a goma.

Artigo anterior

No mês das castanhas… não lhe faltam festas, feiras e festivais dedicados

Próximo artigo

Camiões do lixo da Maia apresentam exposição itinerante do World Press Photo 2019