Home»BEM-ESTAR»NUTRIÇÃO»Faz batota durante a dieta? Também tem benefícios

Faz batota durante a dieta? Também tem benefícios

Estamos em plena época de dietas, mas também das suas quebras ocasionais e consequentes remorsos. Para que não fique com um grande peso na consciência, conheça os resultados de um em estudo que lhe dá a desculpa perfeita para ceder à tentação... e continuar com o seu objetivo.

Pinterest Google+

Fazer dieta não é fácil. Então, com os petiscos nas férias e fins de semana ou com os convites para a caracolada, o objetivo torna-se numa maratona difícil de alcançar. Mas não desespere. Há algumas paragens a meio do caminho que não lhe fazem assim tanto mal.

 

Segundo um estudo, publicado no ‘Journal of Consumer Psychology’, planear uma batota em metas de longo prazo pode, paradoxalmente, ser benéfico para a motivação. Ao que parece, a autocompaixão ajuda a lidar com os deslizes ao longo do caminho.

 

VEJA TAMBÉM: O QUE É QUE AS DIETAS DE SUCESSO TÊM EM COMUM?

 

Os investigadores descobriram que as pessoas que fazem dieta e nela incluem o chamado ‘dia da batota’, uma vez por semana, mostram-se mais motivadas e felizes e conseguem perder a mesma quantidade de peso em comparação com as dietas rigorosas sem este dia especial.

 

A abstinência e inibição de certos comportamentos ou produtos frequentemente leva a impulsos irresistíveis e a desejos difíceis de conter, explicam os autores. Esta falta de controlo pode ser uma ‘bola de neve’ e quebrar a capacidade de seguir uma sequência de hábitos alimentares regulares.

 

VEJA TAMBÉM: O QUE COMER NA PRAIA? FAÇA A LANCHEIRA CERTA

 

Posto isto, os investigadores sugerem esta técnica simples e eficaz – ter um dia de batota planeado. Planear momentos hedónicos para alcançar objetivos – quando é ‘bom ser mau’ – aumenta a probabilidade de alcançar a meta.

 

Por outras palavras, não há problema algum em quebrar as regras de vez em quando. No entanto, tudo deve ser planeado com antecedência. «Os desvios do objetivo não planeados podem ser sentidos como falhas e (…) fracassos, de tal forma que pode levar ao abandono do objetivo inicial» elucida o estudo. Estes desvios do objetivo devem ser, na verdade, pequenos e temporários para que a exceção não se torne a regra.

 

Artigo anterior

Pandemia de COVID-19 polarizou atitude parental em Portugal

Próximo artigo

Rejuvenescer a mama com a mastopexia