Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Farmácias vendem antibióticos para cão sem receita

Farmácias vendem antibióticos para cão sem receita

A DECO testou e comprovou que muitas farmácias dispensam este medicamento sem receita do veterinário, potenciando o uso desnecessário destes medicamentos que favorece o aparecimento de bactérias resistentes.

Pinterest Google+
PUB

«Tenho um cão que, na última semana, tem tossido muito. No passado, o veterinário receitou-lhe Actidox para uma tosse parecida». Foi com esta exposição que a DECO testou 100 farmácias portuguesas, escolhidas de forma aleatória, pedindo um antibiótico para o cão sem apresentar receita do veterinário.

 

A Associação de Defesa do Consumidor conseguiu comprar o antibiótico, sem receita do veterinário, em 38, ou seja, em mais de um terço das farmácias testadas.

 

Mais concretamente, em 34 venderam-lhes o antibiótico sem a necessária prescrição médica e em quatro perguntaram se iríam entregar a receita mais tarde. A resposta foi negativa, mas venderam na mesma. Nas restantes 62 farmácias visitadas, não conseguiram comprar o medicamento. A DECO refere que a maioria informou que se tratava de um antibiótico e, como tal, não poderia ser vendido sem receita médica.

 

Veja também: Tome antibióticos de forma responsável

 

«O melhor seria consultar o veterinário, disseram. Esta é a atitude correta e a mais responsável. Além de ilegal, a venda de antibióticos sem prescrição médica permite o uso indevido e mostra um ponto de fuga no sistema», esclarece a associação. Estes medicamentos são cruciais para tratar infeções, mas é sabido que, em excesso, promovem o desenvolvimento de resistências.

 

Segundo a DECO, a Ordem dos Farmacêuticos reconheceu o problema e diz já estar a trabalhar com a Ordem dos Veterinários em medidas para o ultrapassar. «Não se trata de falta de conhecimento da legislação [por parte dos farmacêuticos], nem da importância da saúde animal e da sua influência na saúde humana… mas a sensibilização sobre a medicina veterinária ainda não existe», explicou Ana Paula Martins, bastonária daquela Ordem à DECO.

Artigo anterior

É seguro ter sexo antes de uma prova atlética

Próximo artigo

A atração é multifatorial: a beleza não está só nos olhos, mas também no nariz e no ouvido do outro