Home»LAZER»DICAS & VIAGENS»Da marmita ao churrasco: faça um piquenique em segurança

Da marmita ao churrasco: faça um piquenique em segurança

O bom tempo convida aos piqueniques e estes estão de volta às agendas das famílias. Foi a pensar nisto que a Food and Drug Administrarion, entidade que zela pela saúde pública nos Estados Unidos, elaborou um guia para evitar intoxicações alimentares, uma vez que as bactérias nos alimentos se multiplicam com maior rapidez quando está calor. Veja como preparar a comida de um piquenique em segurança.

Pinterest Google+
PUB

Antes do piquenique descongele a carne ou o marisco no frigorífico ou em água fria. Se marinar a comida, utilize o frigorífico e nunca reutilize a marinada que teve contacto com os alimentos crus para fazer um molho mais tarde, a não ser que ferva esse molho.

 

Coloque os alimentos numa mala térmica com blocos de gelo abaixo dos 5ºC. Embale a carne crua e os frutos do mar numa geleira diferente se possível ou, caso não seja, separe o melhor possível para que não ocorra transferência de sucos entre limentos. Coloque as bebidas numa outra mala para facilitar o acesso à bebida.

 

VEJA TAMBÉM: MELANCIA: OS BENEFÍCIOS DO MAIOR FRUTO DO VERÃO

 

Lave sempre muito bem todos os produtos antes de comer, mesmo aqueles que planeia descascar. A fruta e os legumes que são pré-cortados ou descascados devem ser mantidos no friopara manterem a qualidade e segurança.

 

Se o local do piquenique não oferecer acesso a água potável, leve garrafões de casa ou toalhas húmidas embebidas em água.

 

Não se esqueça de levar um termómetro de alimentos! Sobretudo para garantir que alimentos como iogurtes ou carne não sairam da temperatura recomendada.

 

Se grelhar a comida no local, tenha utensílios limpos e travessas disponíveis. Cozinhe a carne, aves e frutos do mar à temperatura certa. Mantenha as carnes cozinhadas a 60ºC ou mais até à hora de servir e coloque-as ao lado da grelha para mantê-las quentes.

 

Ao remover os alimentos da grelha, coloque-os num prato limpo. Nunca recorra à mesma travessa e utensílios que usou para os alimentos em estado cru.

 

Leia com atenção: Não deixe alimentos quentes ou frios na zona de perigo (entre 5ºC a 60ºC) por mais de duas horas ou uma hora se a temperatura exterior for superior a 32ºC. Se isso acontecer, deite fora.

 

 

Artigo anterior

Não é só praia. Veja alguns dos melhores programas de verão

Próximo artigo

Está de dieta? Estes são os erros que desaceleram o metabolismo