Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Exposição “Flavors” alerta para o desperdício alimentar no mundo

Exposição “Flavors” alerta para o desperdício alimentar no mundo

Bruno Saavedra é o autor da mostra fotográfica que pretende levar os visitantes a refletir sobre o dilema do desperdício. Na Restart, em Lisboa, de 7 de janeiro a 7 de fevereiro.

Pinterest Google+
PUB

Chamar à atenção, de forma artística, para todos os desperdícios alimentares existentes no mundo. É este o objetivo da nova mostra fotográfica que a Restart – Creative Education expõe entre 7 de janeiro e 7 de fevereiro.

 

“Flavors” foi o nome escolhido pelo fotógrafo Bruno Saavedra – antigo aluno da escola criativa – para esta exposição, onde pretende, através das suas fotografias, alertar para o desequilíbrio no mundo e refletir sobre a problemática do desperdício: ser humano sobrealimentado ou eternamente faminto? Durante um mês, será possível visitar, gratuitamente, a exposição, patente nos dias úteis, entre as 8h30 e as 23h00, na Restart, em Belém.

 

Veja também: Projeto fotográfico brasileiro denuncia exploração animal

 

Numa época em que a abundância é frequentemente transformada em desperdício, o artista – jovem luso-brasileiro nascido na Bahia e que reside em Portugal desde 2004 – pretende provocar os visitantes, através da exposição de fotografias de corpos envoltos em ingredientes culinários (fora de prazo de validade), que se movem em torno do espaço que cada modelo escolheu, combinando odores, texturas e sabores. “Flavors” é, assim, um grito, uma interrogação ou exclamação, que expõe, de forma muito visível, uma realidade que as pessoas entendem, controlam ou de que fogem: o desperdício.

 

Veja também: Rio Sena vai ter ginásio flutuante movido a pedal

 

Bruno Saavedra esteve, desde sempre, associado a atividades socioculturais e à fotografia, tendo, em 2010 e a convite da Casa de Portugal em Macau, viajado até ao Oriente para iniciar uma colaboração com atividades artísticas e socioculturais dessa mesma associação. No ano seguinte, começou a estudar fotografia com o conceituado fotógrafo António Duarte Mil-Homens e, em 2014, regressa a Portugal para fazer um curso de maquilhagem na Lisboa Make Up School. A partir daí, começou a desenvolver vários projetos autorais, recebendo excelentes críticas de reconhecidos profissionais ligados à arte. Em maio de 2015, desenvolveu o projeto de conceção artística para o espetáculo Gosto da Parreirinha, integrado na iniciativa Há Fado no Cais, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém. Foi em 2015/2016 que se tornou aluno da Restart, frequentando o Curso Anual de Fotografia.

Artigo anterior

Ano novo, vida nova?

Próximo artigo

Dicas de decoração para 2017