Home»GLAMOUR»BELEZA»Exercícios faciais ajudam mulheres de meia idade a parecerem mais novas

Exercícios faciais ajudam mulheres de meia idade a parecerem mais novas

Um estudo científico confirmou que 20 semanas de exercícios faciais resultam numa pele mais firme e bochechas elevadas. O resultado é uma aparência três anos mais nova.

Pinterest Google+
PUB

Um programa de exercícios faciais diários de 30 minutos, mantido durante 20 semanas, melhorou a aparência facial das mulheres de meia-idade, resultando numa aparência mais jovem com pele mais firme e bochechas mais elevadas, relata um estudo da Universidade de Northwestern, EUA.

 

Segundo a universidade, este foi o primeiro estudo científico a testar cientificamente a premissa de que o exercício facial melhora a aparência, tendo sido publicado no jornal científico, ‘Jama Dermatology’, em 2018.

 

«Há alguma evidência de que os exercícios faciais podem melhorar a aparência facial e reduzir alguns sinais visíveis de envelhecimento», diz o autor principal, Murad Alam, vice-presidente e professor de dermatologia.  «Os exercícios ampliam e fortalecem os músculos faciais, de modo que o rosto se torna mais firme, mais tonificado e moldado como um rosto mais jovem», acrescenta.

 

À medida que o rosto envelhece, a pele perde a elasticidade e as almofadas de gordura entre o músculo e a pele tornam-se mais finas. As almofadas de gordura, que se encaixam como um quebra-cabeça, dão ao rosto muito da sua forma. À medida que a pele se torna flácida, as almofadas de gordura atrofiam e deslizam, fazendo com que o rosto ‘caia’.

 

VEJA TAMBÉM: PEELING, A TÉCNICA QUE TRAVA A IDADE E NÃO SÓ

 

«Porém, se o músculo por baixo se tornar maior, a pele fica com mais recheio por baixo, e o músculo mais firme parece tornar a forma do rosto mais cheia. O crescimento muscular aumenta o volume facial e neutraliza os efeitos do desbaste de gordura e do afrouxamento da pele relacionados com a idade», explica Emily Poon, professora de dermatologia.

 

O estudo contou com a participação de mulheres entre os 40 e os 65 anos que aprenderam a fazer exercícios faciais e fizeram-nos em casa durante 20 semanas.

 

Exercícios realizados

As mulheres fizeram 32 exercícios faciais distintos, cada um com cerca de um minuto. Um deles por exemplo, consiste em abrir a boca em O, posicionar o lábio superior sobre os dentes, sorrir para levantar os músculos da bochecha, colocar os dedos levemente na parte superior da bochecha, soltar os músculos para baixá-los e levantar de volta. Repetir baixando e levantando as bochechas.

 

Outro exercício é: sorria sem mostrar os dentes, junte os lábios, sorria forçando os músculos da bochecha para cima, coloque os dedos nos cantos da boca e deslize-os até oa topo das bochechas e segure durante 20 segundos.

 

VEJA TAMBÉM: GINÁSTICA FACIAL: MANTENHA A JUVENTUDE DO ROSTO COM ALGUNS EXERCÍCIOS

 

Durante as primeiras oito semanas, elas fizeram os exercícios diariamente durante 30 minutos. Das nove às 20 semanas, fizeram os mesmos exercícios a cada dois dias durante 30 minutos por sessão.

 

Das 27 participantes inicialmente recrutadas, 16 fizeram todos os exercícios durante toda a duração do estudo. As limitações do estudo são a pequena dimensão da amostra e o facto de todas serem todas mulheres de meia-idade. Resta saber se os resultados são generalizáveis para outras populações, disseram os autores.

 

Os investigadores descobriram que a bochecha superior e a plenitude da bochecha inferior, em particular, foram significativamente melhoradas como resultado dos exercícios. Além disso, os avaliadores avaliaram a idade média do paciente ao longo do estudo. Começou em 50,8 anos, caiu para 49,6 anos às oito semanas e depois para 48,1 anos às 20 semanas. «Isto é quase uma diminuição de três anos na aparência da idade durante um período de 20 semanas», conclui Murad Alam.

 

Veja agora, na galeria no início do artigo, alguns alimentos que podem ajudar a que a sua pele permaneça jovem mais tempo.

 

Artigo anterior

Elas chegaram! Tudo o que precisa de saber sobre cerejas

Próximo artigo

Eu sou Aquário: as principais características deste signo