Home»VIDA»CARREIRA»Europass vai ser simplificado e vai surgir o e-portfolio

Europass vai ser simplificado e vai surgir o e-portfolio

O esquema que permite uniformizar a informação sobre as qualificações e competências das pessoas é usado por mais de 100 milhões de pessoas desde 2005. Mas críticas por ser demasiado complicado de usar e por não respeitar necessidades de acessibilidade vão levar a uma atualização do conhecido curriculum europeu.

Pinterest Google+

Os eurodeputados votaram ontem a favor da simplificação do Europass, o esquema conhecido como curriculum europeu, mas que compreende cinco documentos que apresentam as qualificações e competências das pessoas compreensíveis em toda a Europa.

 

Apesar de o objetivo ser uniformizar e simplificar a informação da pessoa que queria apresentar-se para estudar ou trabalhar em toda a Europa, o Europass tem sido criticado por ser um esquema difícil de usar e por não respeitar as necessidades de acessibilidade de alguns cidadãos.

 

VEJA TAMBÉM: CARREIRA: CONHEÇA O PODER DA LINGUAGEM CORPORAL

 

«O Europass foi usado por mais de 100 milhões de pessoas desde 2005, mas é muito complicado», comenta o eurodeputado alemão, Thomas Mann, um dos deputados responsáveis pela revisão do esquema, no comunicado do Parlamento Europeu.

 

O objetivo principal agora é tornar o Europass mais acessível, inclusive para pessoas com deficiência. Os deputados querem ajustes técnicos na plataforma para tornar isso possível. Até agora, o portfólio Europass consistia em cinco documentos: um CV, um passaporte de línguas, uma seção de certificado, uma seção de diploma e um documento de mobilidade. A ideia é adicionar uma nova ferramenta – o e-portfolio – que reunirá todas as informações sobre uma pessoa num só lugar. «É uma pasta eletrónica, onde se tem tudo o que precisa num só lugar», disse Svetoslav Malinov, búlgaro e deputado do Parlamento Europeu também responsável por esta atualização.

 

VEJA TAMBÉM: SETE PASSOS ATÉ À PROMOÇÃO

 

Segundo o Parlamento Europeu, o processo de recrutamento também será facilitado graças a um sistema de dados que torna o reconhecimento de habilidades e qualificações mais transparente em toda a União Europeia, mas garantindo a proteção dos dados pessoais das pessoas.

 

Uma vez que os deputados aprovaram o plano, é agora necessária a aprovação do Conselho antes de poder entrar em vigor.

 

 

 

Artigo anterior

Lisbon Bar Show traz os melhores do mundo a Portugal

Próximo artigo

Beer Generation Lisbon Festival: uma viagem à cultura da cerveja