Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Estudo: O Facebook ajuda a emagrecer

Estudo: O Facebook ajuda a emagrecer

O compromisso assumido publicamente e o apoio dos membros da comunidade revelam-se fatores essenciais para o sucesso de um programa de perda de peso. Além disso, o relativo anonimato dentro de comunidades virtuais é outro fator que ajuda a quem quer ter sucesso nesta jornada, revela um novo estudo realizado nos Estados Unidos da América.

Pinterest Google+
PUB

As redes sociais estão a revelar-se uma poderosa ferramenta para quem está a tentar emagrecer, segundo um novo estudo realizado pela Universidade da Califórnia, EUA. O segredo está na partilha do desafio com comunidades que apoiam e incentivam nos objetivos traçados.

 

Seja no Facebook, WhatsApp, Twitter ou Instagram, compartilhar os triunfos e as dificuldades do processo com outros membros de uma comunidade virtual desempenha um papel importante na obtenção de sucesso, de acordo com o estudo ‘Perda de peso através de comunidades virtuais de apoio: um papel para a motivação baseada em identidade em compromisso público’, que examinou o papel das comunidades virtuais e o compromisso público na definição e alcance de objetivos de perda de peso.

 

VEJA TAMBÉM: O QUE É QUE AS DIETAS DE SUCESSO TÊM EM COMUM?

 

«A nossa pesquisa descobriu que os indivíduos têm mais sucesso nos seus objetivos pessoais quando assumem um compromisso público. Descobrimos que, ao compartilhar o sucesso e os recuos nas comunidades de suporte virtual nas redes sociais, as pessoas estão a conseguir melhores resultados. Isso funciona especialmente bem com metas como perda de peso, onde o antes e depois pode ser partilhado em imagens com outros membros da comunidade», explica Tonya Williams Bradford, coautora do estudo e professora assistente na Universidade da Califórnia.

 

A investigação seguiu dois grupos de perda de peso, cirúrgicos e não cirúrgicos, ao longo de um período de quatro anos. Membros de ambos os grupos de perda de peso utilizaram comunidades de suporte virtual, como ObesityHelp.com e WeightWatchers.com, como parte dos seus programas. «Quando as pessoas que querem perder peso se juntam a uma comunidade de suporte virtual e compartilham os seus planos convidam outros membros a juntarem-se a eles, oferecendo encorajamento em palavras e ações. Essa troca de suporte online facilita a adesão ao objetivo offline de perder peso. A responsabilidade pública é fundamental», acrescenta Bradford.

 

VEJA TAMBÉM: TRUQUES PARA ACELERAR O METABOLISMO (E DAR UM EMPURRÃOZINHO À DIETA)

 

Outro elemento fulcral neste processo é o facto de as comunidades de suporte virtual oferecem um ambiente único que permite aos membros um relativo anonimato, acessibilidade, disponibilidade e flexibilidade em como se representam na sua missão. De acordo com Bradford, é o processo de construção da comunidade e a cocriação de resultados relacionados que ajudam a manter os participantes motivados e responsáveis. Pode aceder a mais informação aqui.

 

Recentemente, um outro estudo mostrou conclusões semelhantes, mas debruçava-se apenas sobre o Instagram. A pesquisa realizada pela Universidade de Washington descobriu que esta aplicação não serve apenas para mostrar ao mundo o quão apelativa por vezes a comida é, serve também para ajudar os utilizadores a manterem-se fieis aos seus objetivos de perda de peso e bem-estar. Esta rede social está também a funcionar como ferramenta para registar a ingestão de comida por utilizadores que, por sua vez, são responsabilizados pelos seguidores no cumprimento das metas de perda peso ou de comer de forma saudável.

 

Artigo anterior

Depois da Balenciaga, agora é a Zara a render-se ao saco azul de plástico

Próximo artigo

Alimento é vida – letra C