Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Estudo comprova que o cão é mesmo o melhor amigo do homem

Estudo comprova que o cão é mesmo o melhor amigo do homem

O fiel amigo, que nos acompanha há milhares de anos, consegue sentir os diferentes estados de espírito do dono e pode ajuda-lo quando este estiver mais em baixo. E apressa-se a faze-lo, revela uma investigação. Saiba mais na altura sobre esta relação especial, na altura em que se assinala o Dia Mundial dos Animais, a 4 de outubro.

Pinterest Google+

Quando chega a casa, quem está lá para o reconfortar? Se tiver um cão, irá dizer que é o seu animal de estimação. Isto acontece, pois, os cães são bastante responsivos ao choro e a outras emoções humanas. Pelo menos é o que defende um grupo de investigadores da Universidade Johns Hopkins, EUA.

 

Num estudo intitulado de “Timmy’s no poço: Empatia e ajuda pró-social em cães”, que foi publicado na revista “Learning & Behavior” e que presta “homenagem” a um dos cães mais conhecidos e adorados de sempre, a Lassie, este grupo de investigadores demonstra que os cães com fortes laços com os seus donos são capazes de passar por qualquer tipo de obstáculo (como uma porta) para os reconfortarem se estes não estiverem bem.

 

VEJA TAMBÉM: DEVEM OS CÃES DORMIR NO QUARTO DOS DONOS? ESTUDO DIZ QUE DEPENDE

 

«Descobrimos que os cães não apenas sentem o que seus donos sentem. Se um cão souber como os ajudar, eles atravessam as barreiras necessárias para os ajudar», conta a principal autora deste estudo, Emily Sanford (atualmente é estudante de pós-graduação em ciências psicológicas e do cérebro na Universidade Johns Hopkins mas fez esta pesquisa como estudante de graduação na Macalester College). «Todos os donos de cães têm uma história sobre voltar para casa depois de um longo dia, sentar-se para chorar e o cão estar ali, lambendo o seu rosto. De certo modo, essa é a ciência por trás disso», explica a investigadora.

 

A ideia para esta nova investigação surgiu depois de Julia Meyers-Manor, uma das coautoras, ter sido “enterrada” em almofadas numa brincadeira com os seus filhos. A docente pediu ajuda ao marido, mas nada aconteceu. «O meu marido não me veio resgatar, mas, em poucos segundos, o meu Collie tirou-me debaixo dos travesseiros», disse. «Eu sabia que tínhamos de fazer um estudo para testar isso formalmente», concluiu.

 

VEJA TAMBÉM: CÃES GULOSOS: A COMIDA DE HUMANOS QUE ELES PODEM OU NÃO COMER

 

Estudos anteriores já haviam descoberto que os cães são altamente responsivos ao choro humano. Mas esta equipa é a primeira a mostrar que os cães que detetam problemas emocionais se apressam a fazer algo para ajudar.

 

Para este estudo foram utilizados 34 cães de diversas raças (como foi o caso de Golden Retrievers, Labradores ou Shih Tzus). Os donos destes animais foram posicionados atrás de uma porta transparente fechada com imanes. Os cães podiam ver e ouvir os seus donos mas não podiam chegar até eles pois as portas estavam fechadas. Enquanto estavam sentados atrás da porta, as pessoas foram convidadas a mostrarem os seus sentimentos ao cantarolar “Twinkle, Twinkle Little Star” ou a chorar.

 

VEJA TAMBÉM: CONHEÇA NOVE RAÇAS DE CÃES RARAS

 

Durante esta experiência, os investigadores repararam que os cães que abriram a porta quando ouviram o dono a chorar fizeram-no três vezes mais rápido do que os cães cujos donos estavam apenas a cantarolar. Durante todo este processo, os investigadores mediram os níveis de stress pelos quais os cães estavam a passar e descobriram que os cães que conseguiram passar pela porta para “resgatar” os seus donos daquela situação mostraram menos stress do que aqueles que não conseguiram passar pela porta.

 

«Os cães estão ao lado dos humanos há dezenas de milhares de anos e aprenderam a ler as nossas sugestões sociais. Os donos de cães podem dizer que os seus cães sentem os seus sentimentos. As nossas descobertas reforçam essa ideia e mostram que, tal como Lassie, os cães que sabem que, se as suas pessoas estão com problemas, é hora de entrar em ação», conclui a investigadora.

 

Agora, na galeria no início do artigo, saiba como interpretar as expressões faciais dos caninos, segundo o ‘Whole Dog Journal’. Tenha em mente que ao tirar conclusões sobre as expressões faciais de um cão é importante juntar a informação que lhe é dada através da linguagem corporal, a fim de obter toda a mensagem.

Artigo anterior

Descoberta nova porta de origem romana na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha

Próximo artigo

Creme de abóbora com sementes